Fechar

logo

Fechar

Bota-PB está perto de seu segundo mata-mata desde que voltou à Série C

Da Redação. Publicado em 8 de agosto de 2018 às 10:10.

O Botafogo-PB está próximo a se classificar pela segunda vez para as quartas de final da Série C desde que voltou a disputar a competição, em 2014.

A primeira foi em 2016, quando o Belo bateu na trave com relação ao acesso. Um gol sofrido aos 50 minutos do segundo tempo da partida de volta contra o Boa Esporte-MG adiou o sonho botafoguense de chegar à segunda divisão. Desta vez, a expectativa é que o desfecho seja diferente.

Há duas temporadas, o time da Maravilha do Contorno havia sido vice-campeão estadual. Comandado por Itamar Schulle, que esteve a frente do clube por toda temporada, na primeira fase, o Botafogo-PB somou 28 pontos, ficando na terceira posição, mas acabou em um momento de baixa no seu ataque.

Nas duas últimas partidas da fase de grupos e nos dois confrontos do mata-mata, a ofensiva botafoguense sequer conseguiu balançar as redes. Ao todo, foram 19 tentos marcados em 20 jogos durante todo certame. Rodrigo Silva foi o artilheiro, anotando seis gols.

Em 2018, o cenário é um pouco diferente. O Belo foi campeão Paraibano. Depois, entrou em feroz crise por questões extra-campo. O início até foi animador, mas após a divulgação da Operação Cartola, que investiga a manipulação de resultados no futebol do estado, e o clube tem seu vice de futebol, Breno Morais, envolvido em escândalos, a equipe caiu de rendimento e o treinador Leston Júnior pediu o boné. Evaristo Piza, desconhecido do futebol nordestino, foi contratado, e arrumou a casa aos poucos.

Foto: Ascom / Botafogo-PB

Sob o comando de Piza, o time da estrela vermelha teve três vitórias, quatro empates e apenas uma derrota, que tiraram o clube que estava perto da briga contra o rebaixamento e o colocou no G4.

Os mesmos 28 pontos de 2016 podem ser alcançados em caso de triunfo sobre o Juazeirense-BA, na última rodada – no momento soma 25 -. Dependendo da combinação de resultados, o Belo pode acabar até na vice-liderança, mas atualmente é o quarto colocado, e só precisa de um empate para não depender de nenhum outro placar para ir às quartas.

Assim como em 2016, o ataque do time não é de encher os olhos. Apesar de estar invicto há seis partidas, o Botafogo-PB marcou 8 vezes nas últimas 8 exibições. Por outro lado, a defesa foi vazada apenas em cinco oportunidades nos mesmos jogos. Além disso, a retaguarda botafoguense é a que menos sofreu gols no Grupo A, com o goleiro Saulo tendo que buscar a bola no fundo da rede em quinze ocasiões.

Com vinte gols marcados, o Bota-PB tem o quinto melhor ataque do grupo. Sem um centro-avante titular absoluto, já que Nando (3 gols) e Leandro Kível (1 gol, mas chegou com a competição em andamento) revezam e não conseguem engrenar, o meia Marcos Aurélio é o goleador do Belo no certame. O camisa 10 marcou seis gols, assumindo a responsabilidade que seu currículo impõe.

Com seis jogos de invencibilidade, o Belo vem em alta na reta final da primeira fase da Série C, e deve contar com grande festa na sua última rodada, quando enfrenta o Juazeirense-BA, que está virtualmente rebaixado, no sábado (11), para embalar ainda mais o time para a disputa do mata-mata. Em se confirmando a classificação, o Botafogo-PB enfrentará Botafogo-SP, Operário-PR ou Cuiabá-MT.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube