Fechar

logo

Fechar

Basquete Unifacisa não consegue virada no quarto final e perde para o Minas

Da Redação com Ascom. Publicado em 21 de novembro de 2020 às 21:49.

Foto: Ascom

Em sua última partida nessa sequência de jogos no Rio de Janeiro e em Mogi das Cruzes, a Unifacisa enfrentou o Minas Tênis Clube, na tarde deste sábado, 21, no ginásio Prof. Hugo Ramos, em Mogi.

O time de Campina Grande fez três quartos equilibrados contra a equipe mineira, mas a vantagem conquistada pelo adversário nos minutos finais do primeiro quarto fizeram a diferença no resultado final, que terminou com uma pontuação altíssima para as duas equipes, o Minas venceu o jogo por 108 a 99.

Os destaques do jogo ficaram por conta do ala dominicano, Nehemias Morillo, que fez mais uma excelente partida, com 25 pontos e 4 assistências. O armador americano, Nate Barnes, anotando 23 pontos, 4 assistências e 21 de eficiência. O pivô Alexandre Paranhos, que fez um duplo-duplo, com 13 pontos e 10 rebotes. E o ala Betinho, que marcou 17 pontos, 3 assistências e 3 rebotes.

O primeiro quarto foi marcado por um equilíbrio das duas equipes nos 5 minutos iniciais da partida. A Unifacisa marcou os primeiros pontos com cerca de 20 segundos de jogo, com um arremesso de Rafa Olivera, que foi respondido de imediato com uma conversão de 3 pontos do time mineiro.

No quesito de arremessos do perímetro, o time do Minas teve um aproveitamento superior ao time de Campina, encontrando muitos arremessos da linha de 3 sem marcação. Defensivamente a Unifacisa não se encontrou em quadra deixando muitos espaços para o adversário, o que permitiu uma leve vantagem no placar para o Minas.

Os times também cometeram muitas faltas, deixando a partida com um ritmo um pouco mais lento, com as equipes indo à linha de lance livre com frequência e mesmo com um bom aproveitamento nesse quesito para o time da Paraíba, os arremessos de 3 pontos foram diferenciais para os mineiros, acertando 57% desses arremessos contra apenas 28% da Unifacisa, fechando assim o primeiro quarto na frente com 33 a 24 no placar.

Atrás do placar, a Unifacisa procurou aumentar um pouco do seu volume de jogo com jogadas individuais, mas que não deram muito certo por conta da forte marcação do time do Minas dentro do garrafão.

A equipe mineira também se aproveitou de ter um time mais alto e além de impedir as infiltrações dos jogadores da Unifacisa também foi superior no quesito rebotes, tendo muitas segundas chances debaixo da cesta, ampliando ainda mais a vantagem estabelecida no primeiro quarto.

Vendo o time do Minas se distanciar o técnico interino da Unifacisa, Paulo César Jaú, fez uma correta parada técnica para ajustar a sua equipe. O time campinense teve o seu lampejo de reação, trazendo a diferença para 10 pontos e indo para o vestiário com o jogo ainda no alcance.

Precisando buscar o placar, a Unifacisa voltou determinada a subir o ritmo e apertar a marcação para forçar erros do adversário e recuperar a diferença que foi aberta pelos mineiros no primeiro quarto, já a equipe do Minas precisava administrar o tempo e a bola para consolidar a sua vitória.

A Unifacisa de fato aumentou seu volume ofensivo e ensaiou uma reação, mas alguns erros bobos impediram o time paraibano de encostar de vez no placar. A experiência também falou mais alto para o time mineiro que soube escolher bem os arremessos para decidir de vez a partida, que terminou com um placar altíssimo para as duas equipes.

Para o ala armador da Unifacisa, Betinho, a adaptação as mudanças do adversário durante a partida é um fator decisivo na hora de buscar a vitória.

“Acredito que uma das nossas maiores dificuldades nesses 5 jogos foi a adaptação no jogo. Nos últimos quatro jogos nós abrimos uma vantagem e quando o adversário fazia os seus ajustes nós demorávamos um pouco a responder, o que permitiu que os times crescessem nas partidas, então essa adaptação precisa ser mais rápida. O Minas começou atacando muito o garrafão e nós sofremos um pouco com isso, mas depois que nos adaptamos conseguimos jogar de igual pra igual. Nosso time tem muito pra evoluir ainda, sabemos claramente o que temos que corrigir e acredito que vamos crescer muito ao longo da competição”, pontuou.

A Unifacisa agora retorna para Campina Grande, após uma maratona de jogos, onde começará um novo ciclo sob o comando de César Guidetti, o novo técnico do time, anunciado na última quinta-feira (19).

Com uma enorme experiência no basquete nacional, Guidetti coleciona passagens pelas Seleções Brasileiras de Basquete, tanto na masculina quanto na feminina, onde já atuou como técnico principal na Seleção masculina, além de conquistar muitos títulos em seus 10 anos de Pinheiros.

O próximo jogo será no dia 02 de dezembro, às 14h30, onde o basquete Unifacisa enfrentará o Cerrado Basquete, no ginásio da Iesplan em Brasília, com transmissão ao vivo pela TV Itararé e Youtube do time

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube