Fechar

logo

Fechar

Barça vence Napoli e avança às quartas da Liga dos Campeões

Da redação com Folhapress. Publicado em 8 de agosto de 2020 às 19:26.

Foto: Ascom/Barcelona

Foto: Ascom/Barcelona

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Barcelona enfrentará o Bayern de Munique nas quartas de final da Liga dos Campeões 2019/2020. Mais de cinco meses depois do empate no jogo de ida, a equipe espanhola venceu neste sábado (8) o Napoli por 3 a 1, no Camp Nou, e avançou na principal competição europeia.

O placar foi construído por Lenglet, Messi e Suárez -Insigne, de pênalti, diminuiu para o Napoli. O Barcelona ainda teve um gol anulado por suposto toque da bola no braço de seu camisa 10, mas, por outro lado, teve um lance polêmico a seu favor.

O Bayern conquistou a outra vaga com goleada por 4 a 1 sobre o Chelsea, resultado que se somou aos 3 a 0 do primeiro jogo e formou um expressivo placar agregado de 7 a 1 para os alemães.

A previsão é que o confronto com o Barcelona ocorra na sexta-feira que vem (14). Vale lembrar que a competição ficou paralisada por meses em função da pandemia do novo coronavírus.

Lenglet abriu o placar para a equipe catalã logo aos 10 minutos, com um cabeceio preciso após cobrança de escanteio de Rakitic. Ele se livrou da marcação e surgiu praticamente sozinho.

Mas o francês pode ter empurrado Demme antes de subir para alcançar a bola; o árbitro turco Cüneyt Çakir não viu irregularidade na jogada, e o VAR validou o gol do Barcelona.

O segundo gol do Barcelona teve a assinatura de Messi: na jogada, registrada aos 22 minutos do primeiro tempo, o craque argentinou recebeu lançamento de Suárez, dominou pela direita e passou por mais de três marcadores, recusando-se a cair no processo.

Quando Messi notou que estava prestes a perder o equilíbrio de vez, ele aproveitou para emendar um chute certeiro que acertou a rede defendida por Ospina -um gol que pode ser classificado como “chorado” e “golaço” ao mesmo tempo.

Aos 29 do primeiro tempo, o Barcelona chegou a comemorar seu terceiro gol na partida: Suárez bateu, Ospina defendeu, De Jong cruzou, e Messi matou no peito e chutou com categoria. Mas o VAR anulou o gol após notar um leve toque da bola no braço do argentino.

Mas há arbitragem de vídeo para os dois lados. Aos 44 minutos do primeiro tempo, Koulibaly cochilou na defesa do Napoli e foi pressionado por Messi; no susto, o defensor francês tentou rifar a bola e acabou acertando um chute no pé do argentino.

Não houve consenso na sala do VAR, e o árbitro turco foi até o monitor para avaliar a possível infração com os próprios olhos e apitar o pênalti. Messi ainda sentia dores pela pancada, mas a cobrança ficou com Suárez: bola no ângulo, sem chance para Ospina.

O primeiro tempo, cheio de intervenções do VAR e com atendimento a Messi, gerou quase sete minutos de tempo extra. Valente, o Napoli aproveitou os acréscimos e lutou para diminuir o placar.

Rakitic, importante anteriormente para o primeiro gol do Barcelona, cometeu falta sobre Mertens na defesa e deu um pênalti de presente para a equipe italiana. Insigne converteu com um chute rasteiro.

Mas a reação ensaiada pelo Napoli não foi além desse susto -na etapa complementar, o Barcelona atuou com cautela e limitou os espaços do time adversário no campo de ataque.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube