Fechar

logo

Fechar

Bahia vence com gol de pênalti no último lance do jogo

Da redação com Folhapress. Publicado em 8 de novembro de 2020 às 21:16.

Paraíba Online • Bahia vence com gol de pênalti no último lance do jogo

Foto: Ascom

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Buscando a vitória para se afastar das últimas colocações do Campeonato Brasileiro, Bahia e Botafogo se enfrentaram neste domingo (8) em partida válida pela 20ª rodada, a primeira do returno.

Em um jogo pouco movimentado, o time baiano venceu por 1 a 0 com gol de Rodriguinho, de pênalti, no último lance da partida.

Com o resultado, o time comandado pelo técnico Mano Menezes sobe na tabela de classificação, porém o clube carioca entra na zona de rebaixamento e tentará a todo custo vencer nas próximas semanas.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe o RB Bragantino e terá a chance de se distanciar da zona de rebaixamento contra um adversário direto. Já o Bahia fará no meio de semana uma partida atrasada, válida pela 18ª rodada, diante do Fortaleza.

HONDA E PEDRO RAUL POUPADOS
Destaques do elenco atual do Botafogo, Honda e Pedro Raul não entraram em campo por opção da comissão técnica. De acordo com o clube, o objetivo era preservar os atletas e evitar um desgaste muscular maior nos dois jogadores.

CAVALIERI TESTA POSITIVO
Com a ausência, de Gatito, Cavalieiri é quem tomou conta do gol do Botafogo. No entanto, o experiente goleiro testou positivo para a COVID-19 e foi ausência na partida deste fim de semana, dando espaço para Saulo, terceira opção nesta posição do time carioca.

GUILHERME SANTOS SAI DE CAMPO CHORANDO
A tarde não foi das melhores para Guilherme Santos. Isso porque o jogador sentiu fortes dores na perna esquerda após chute de fora da área e saiu de campo chorando, sendo substituído com apenas 14 minutos de jogo.

VAR ‘SALVA’ GOLEIRO DO BOTAFOGO
Aos 43 minutos, o Bahia marcou o gol com Fessin, após uma falha bizarra do goleiro do Botafogo. No entanto, o árbitro de vídeo mostrou ao juiz de campo que houve uma falta do jogador dos donos da casa muitos segundos antes, anulando assim a marcação.

QUEM FOI BEM: SISTEMA DEFENSIVO DO BAHIA
É verdade que o ataque do Botafogo teve uma atuação fraca, porém a dupla de zaga formada por Lucas Fonseca e Anderson Martins, além dos laterais, fizeram um trabalho preciso. Seguros, impediram investidas do adversário e ajudaram na saída de bola.

QUEM FOI MAL: DANIEL
O meia do Bahia não teve uma noite positiva, já que teve muita dificuldade na armação de jogadas e de sair da forte marcação do Botafogo. Com isso, foi substituído no meio do segundo tempo, dando lugar ao atacante Gilberto.

ATUAÇÃO DO BOTAFOGO
As ausências de Honda e Pedro Raul diminuíram o poderio financeiro do clube carioca, que mal criou durante os noventa minutos. A estratégia era preencher o meio-campo e dificultar as investidas rápidas dos pontas do Bahia.

ATUAÇÃO DO BAHIA
Atuando em casa, o time dirigido pelo técnico Mano Menezes tentou comandar o jogo e ter a posse de bola, porém a falta de criatividade e intensidade no meio campo para frente dificultou a estratégia do time. A saída foi aproveitar os erros do adversário, que aconteceu na reta final com Saulo, porém o VAR anulou o gol por uma falta no início do contra-ataque.

O JOGO
A partida começou com muita marcação e pouca criatividade pelas duas equipes. A postura defensiva e menos ousada de ambos têm relação com a posição de Bahia e Botafogo na tabela do Campeonato Brasileiro, já que entraram em campo na décima quinta e décima quarta colocação, respectivamente.

Com isso, os primeiros vinte minutos não geraram qualquer chance de perigo para as metas defendidas por Douglas e Saulo, espectadores até então. As poucas oportunidades perto da área não eram concluídas em gol ou bloqueadas pela defesa adversária.

No final do primeiro tempo, o Bahia marca após falha grosseira do goleiro Saulo, porém o juiz anulou o gol após o VAR mostrar a imagem de uma falta ainda no campo de defesa do clube baiano, o suficiente para anular a marcação.

O segundo tempo não foi muito diferente da primeira etapa, com os dois times apresentando enorme dificuldade em criar chances reais de gol. Com o tempo diminuindo, mais lento ficava a partida e os lançamentos de longa distância começaram a ser vistos como forma principal de chegar ao setor ofensivo.

Curiosamente, a partida registrou a primeira chance real de gol no último lance, em pênalti marcado para o Bahia, já que os poucos arremates em direção às metas foram encima dos goleiros ou com pouca força .Na cobrança, gol de Rodriguinho para garantir a vitória dos donos da casa.

BAHIA
Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Anderson Martins e Juninho Capixaba; Gregore, Elias e Daniel (Gilberto); Rossi (Rodriguinho), Fessin (Alesson) e Élber (Marco Antônio). Técnico: Mano Menezes

BOTAFOGO
Saulo; Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis; José Welison (Luiz Otávio), Caio Alexandre e Bruno Nazário; Kelvin (Kalou), Matheus Babi e Guilherme Santos (Davi Araújo)(Éber Bessa). Técnico: Flávio Tenius

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões amarelos: Gregore e Elias (Bahia); Matheus Babi, Bruno Nazário e Marcelo Benevenuto (Botafogo)
Gol: Rodriguinho, aos 53 minutos do segundo tempo

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube