Atlético-MG vence Tombense e ganha taça estadual pela 45ª vez

Folhapress. Publicado em 30 de agosto de 2020 às 18:32.

Paraíba Online • Atlético-MG vence Tombense e ganha taça estadual pela 45ª vez

Foto: Bruno Cantini/Atlético

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – O Atlético-MG é campeão mineiro pela 45ª vez. Maior vencedor do estado, o time alvinegro levou a taça ao vencer o Tombense por 1 a 0, neste domingo (30), no Mineirão. Jair marcou o gol alvinegro e aumentou a vantagem atleticana, que já dependia apenas de um empate após o triunfo de 2 a 1 no jogo da ida.

O título do Atlético-MG também foi o primeiro do técnico Jorge Sampaoli no Brasil. Ele também colocou fim à seca de cinco temporadas, já que não colocava a faixa de campeão desde 2015, quando venceu a Copa América pelo Chile. No ano passado, ele bateu na trave com o Santos, mas não foi páreo para o Flamengo, que faturou o Brasileirão.

Além disso, o futebol nacional passa a contar agora com dez títulos sob o comando de técnicos argentinos. O último deles havia acontecido em 1975, com José Poy vencendo o Paulistão pelo São Paulo.

O destaque da partida foi Jair. Não só pelo gol que valeu a vitória, mas pela boa partida no meio de campo, ele foi um dos destaques positivos do Atlético-MG, indo bem nos desarmes e nas subidas ao ataque. Méritos também para Alan Franco e Guilherme Arana.

Apesar da necessidade da vitória para ficar com o título, o Tombense preferiu dar campo ao Atlético e proteger sua zaga para, só então, contra-atacar. Contudo, diferente do primeiro jogo, a equipe não conseguiu tirar os espaços do adversário, e mal ameaçou a meta do goleiro Rafael.

A postura modesta do time interiorano deixou o Galo ainda mais confortável para adotar o estilo de Sampaoli, colocando até dez jogadores no campo de ataque, pressionando a saída do adversário e dominando o jogo até ser recompensado com o gol de Jair.

O Atlético balançou as redes aos 40 minutos do primeiro tempo, com Savarino, mas a arbitragem pegou um toque de Réver que colocou o companheiro em impedimento. Oito minutos mais tarde, Arana cobrou escanteio na cabeça de Jair, que testou firme para abrir o placar e fazer o gol da vitória.

Acostumado a mudar muito o time do Atlético, Sampaoli não fez tantas alterações, mas as principais mudanças foram vistas no posicionamento dos atletas. O volante Alan Franco se infiltrou muito dentro da área, algo parecido com o que fazia Nathan, hoje lesionado.

A postura rendeu boas jogadas e participações do equatoriano com seus companheiros. Outro que se destacou foi Guilherme Arana. Muito bem em campo, o lateral atuou mais adiantado, centralizando muitas jogadas como meia. Bastante agudo, foi dele o cruzamento para o gol de cabeça de Jair, no final do primeiro tempo.

Após o intervalo, o Tombense voltou com mais apetite, disposto a atacar mais para tentar uma reação. Sem sucesso, viu o Atlético seguir controlando o jogo e até ficando mais perto de um segundo gol. Mais que satisfeito, o Galo viu seu adversário cada vez mais entregue e apenas aguardou o tempo passar para comemorar o título.

TOMBENSE

Felipe; David, Matheus Lopes, Admilton, João Paulo; Rodrigo, Ibson (Jhemerson), Serginho (Gabriel Lima); Marquinhos (Gerson Júnior), Ortega (Maycon Douglas) e Rubens. Técnico: Eugênio Souza

ATLÉTICO-MG: Rafael; Mariano, Réver, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Alan Franco; Savarino (Hyoran), Keno (Marquinhos) e Sasha (Marrony). Técnico: Jorge Sampaoli

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Juiz: Ronei Cândido Alves (MG)
Cartões amarelos: Serginho, Marquinhos, Gabriel Lima, Rodrigo (Tombense), Allan, Sampaoli, Arana, Jair (Atlético-MG)
Cartão vermelho: Allan (Atlético-MG)
Gol: Jair, aos 48min do primeiro tempo

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube