Fechar

logo

Fechar

Atlético-MG faz dever de casa e dorme na vice-liderança

Da redação com Folhapress. Publicado em 31 de janeiro de 2021 às 20:02.

Foto: Ascom/Atlético

Foto: Ascom/Atlético

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Ainda sonhando com o título, o Atlético-MG venceu o Fortaleza por 2 a 0, na noite deste domingo (31), e pulou para a segunda colocação do Brasileirão. A vitória do Galo no Mineirão foi construída no segundo tempo, com gols de Guilherme Arana e Vargas, no rebote do pênalti.

Com o resultado, o Atlético passa o São Paulo, que perdeu para o Atlético-GO, e vai aos 60 pontos na tabela. Além de secar o líder Internacional, o Galo ficará de olho no Flamengo, atual terceiro colocado, que jogará nesta segunda-feira. Já o Fortaleza permanece com 35 pontos e segue seu drama contra a degola, abrindo a zona de rebaixamento.

Como esperado, o Atlético teve mais posse e buscou o gol praticamente a todo momento, mas esbarrou na ótima marcação do Fortaleza. Bem compactado, o Leão fechou bem os espaços e só buscou atacar nos contra-ataques, o que não aconteceu com frequência. As duas melhores chances do primeiro tempo foram do Galo. Uma com Hyoran, que recebeu livre dentro da área, mas finalizou à direita da trave, e a outra com Sasha, que cabeceou perigosamente e forçou Felipe Alves a fazer ótima defesa com os pés.

Desde o final do primeiro tempo, Sampaoli pediu para Guilherme Arana afunilar suas ações e se aproximar mais do meio do campo.

No início do segundo tempo, no raro momento que o Fortaleza abriu espaço em sua grande área, o lateral surgiu como elemento surpresa e tocou de primeira o cruzamento de Hyoran, abrindo o placar para o Galo.

Acostumado a jogar muito pelo lado esquerdo, onde depende da individualidade de Keno, o Atlético teve Vargas como substituto do atacante, ausente por conta de uma luxação no cotovelo. Mas a alternativa de Sampaoli não deu certo. Com o chileno, o time não teve velocidade e nem habilidade no um contra um. Coube a Savarino, pelo lado direito, concentrar as melhores ações no ataque.

Foto: Ascom/Atlético

Foto: Ascom/Atlético

Pouco depois do gol de Arana, Jackson bloqueou o chute de Sasha dentro da área. Leandro Vuaden deixou o jogo seguir, mas foi chamado à cabine do VAR para, em seguida, marcar o pênalti. O atacante Vargas viu Felipe Alves espalmar sua batida, mas pegou o rebote e anotou o segundo gol atleticano.

ATLÉTICO-MG
Everson; Guga; Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair (Gabriel), Allan; Hyoran (Alan Franco), Savarino, Sasha (Nathan) e Eduardo Vargas (Marrony). Técnico: Jorge Sampaoli.

FORTALEZA
Felipe Alves, Gabriel Dias, Jackson (Quintero), Wanderson e Carlinhos; Felipe, Ronald; Luiz Henrique (Mariano Vásquez), Tinga (Bergson), David (Éderson); Wellington Paulista (Osvaldo). Técnico: Léo Porto (auxiliar).

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2×0 FORTALEZA
Motivo: 33ª rodada do Brasileirão
Data/Hora: 31/01/2021, às 17h (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões amarelos: Jackson (FOR)
GOLS: Guilherme Arana, ao 10 minutos do segundo tempo e Vargas, aos 21 minutos do segundo tempo. Ambos para o Atlético-MG.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube