Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Athletico vence fora de casa, contém ascensão do Bahia e ajuda São Paulo

Folhapress. Publicado em 5 de outubro de 2019 às 22:15.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Em jogo fora de casa, o Athletico vence o Bahia por 2 a 1, neste sábado (5), com gols de Cirino e Cittadini. A equipe já tem a vaga na Libertadores e se empenha na campanha do Campeonato Brasileiro após o título da Copa do Brasil. A partida foi válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro e aconteceu na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

O resultado deixa os paranaenses na 9ª posição da tabela do Brasileirão, agora com 34 pontos, com os baianos na 7ª colocação, com 37 pontos. Para próxima rodada do Campeonato Brasileiro, os times enfrentam dois adversários paulistas: o Bahia pega o São Paulo na quarta-feira (9). Já o Athletico encara o Corinthians, na capital paulista, na quinta-feira (10).

O primeiro tempo na Arena Fonte Nova foi intenso para os dois lados. O Bahia sai jogando para o ataque, e nos primeiros segundos de jogo cobra um escanteio colocando pressão para cima do Furacão. A resposta do Atlhetico foi rápida e o time armou contra-ataque pela esquerda com Cirino.

Nikão participa de uma dívida com Gregore e sente dores no joelho. Ele tenta seguir o jogo, mas minutos depois é substituído por Thonny Anderson.

Com oito minutos de jogo Gilberto cai na área e pede pênalti, uma das suas chances de gol do primeiro tempo. Outras chances vieram com bola isolada, defesa do goleiro Santos, mais uma queda dentro da área sem penalidade, e mergulhada de cabeça defendida pelo goleiro athleticano.

As chances de gol para o Athletico vieram com Lucho que mirou uma bomba de longe e a bola saiu, e Thonny Anderson que cabeceou e o goleiro Douglas defendeu. Rony também chegou perto, mas caí na área cobrando Claus. Dessa vez o VAR foi acionado, mas novamente o jogo seguiu sem penalidade.

Bruno Guimarães, pendurado e convocado para a seleção brasileira, toma mais um amarelo e está fora do próximo jogo do Athletico pelos dois motivos.

Os times parecem entrar mais frios, mas logo Gilberto acerta uma bola no pé da trave assustando o Furacão. Logo depois quem toma um susto é o Bahia com o gol de Cirino aos 12 minutos do segundo tempo com Marcelo Cirino. Após a substituição de Guerra por Lucca, o goleiro Santos espalma uma bola de Lucca, e Nino Paraíba chuta na trave.

BAHIA
Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flavio (Fernandão), Guerra (Lucca); Artur (Arthur Caíke), Élber e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Thiago Heleno (Adriano), Léo Pereira e Márcio Azevedo; Bruno Guimarães, Léo Cittadini e Lucho González (Erick); Nikão (Thonny Anderson), Marcelo Cirino e Rony. Técnico: Tiago Nunes

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 X 2 ATHLETICO-PR
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Neusa Inês Back (SP) e Anderson José de MoraesCoelho (SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho (SP)
Público/Renda: 38.096 pagantes/R$ 739.395,00
Cartões amarelos: Guerra, Fernandão (BAH), Bruno Guimarães, Madson (CAP)
Gols: Marcelo Cirino (ATH), aos 11 minutos do segundo tempo, Léo Cittadini (ATH), aos 19 minutos do segundo tempo e Fernandão (CAP), aos 30 minutos do segundo tempo.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube