Fechar

logo

Fechar

Athletico-PR vence e afunda o Goiás no Brasileirão

Da redação com Folhapress. Publicado em 14 de novembro de 2020 às 19:49.

Foto: Heber Gomes/AGIF

Foto: Heber Gomes/AGIF

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Athletico-PR superou o Goiás por 1 a 0 neste sábado (14), pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo foi realizado no Hailé Pinheiro, em Goiânia.

Com o resultado, o Athletico sai provisoriamente da zona de rebaixamento e vai para a 16º posição, com 22 pontos. O Goiás, por sua vez, permanece com 12 pontos e segue na lanterna.

Na próxima rodada o Goiás enfrenta o Palmeiras em jogo marcado para 21 de novembro de 2020, às 21h, no Hailé Pinheiro, em Goiânia, enquanto o Athletico encara o Santos na Arena da Baixada, em Curitiba, no sábado (21) às 19h.

ATHLETICO FAZ BOM PRIMEIRO TEMPO
Com Paulo Autuori comandando a equipe do banco de reservas pela primeira vez, o Furacão teve um bom volume de jogo durante os 45 minutos iniciais. Com boas combinações de jogada principalmente pelo lado esquerdo com Carlos Eduardo, o time paranaense foi melhor na primeira etapa e marcou o primeiro gol do jogo.

Aos 19 minutos, Carlos Eduardo recebeu na ponta, driblou o zagueiro e cruzou na medida para Kayzer cabecear sozinho entre os zagueiros. Mesmo após abrir o placar, o Athletico seguiu melhor no jogo e, inclusive, teve chance para ampliar a vantagem, mas parou na falta de efetividade dos jogadores de frente.

GOIÁS EQUILIBRA O JOGO
O Goiás, que pouco ficou com a bola no primeiro tempo, voltou com uma postura mais ofensiva na etapa complementar do jogo, o que deixou a partida aberta. A equipe esmeraldina até conseguiu balançar as redes, mas o assistente marcou corretamente o impedimento de Fernandão no gol logo no início do segundo tempo.

Apesar do maior volume no segundo tempo, a equipe Esmeraldina esbarrou na pouca criatividade do seu meio-campo e criou poucas chances claras de gol. Na melhor oportunidade do time da casa, Shaylon cobrou bom escanteio e Sandro cabeceou a bola na trave.

Com bastante velocidade dos lados, o Athletico explorou as pontas e conseguiu assustar a meta de Tadeu em alguns lances, mas não ampliou.

No final da segunda etapa, o Goiás se lançou ao ataque para tentar o gol, mas foi muito previsível e não conseguiu o empate.

GOIÁS
Tadeu; Juan Pintado, David Duarte, Chico Grando, Caju; Gilberto Júnior, Ariel Cabral; Douglas Baggio, Keko, Vinícius Lopes, Fernandão. Técnico: Luis Fernando

ATHLETICO-PR
Santos; Erick , Pedro Henrique, Thiago Heleno, Abner Vinícius; Wellington, Léo Cittadini, Christian, Nikão; Carlos Eduardo, Renato Kayzer. Técnico: Paulo Autuori

Estádio: Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Luiz Alberto Andrini
Cartões amarelos: Fernandão, Juan Pintado, Rafael Moura, Chico Grando e David Duarte (Goiás); Nikão (Athletico)
Gol: Renato Kayzer, aos 19min do primeiro tempo

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube