Fechar

logo

Fechar

Atacante argentino marca dois e acaba com jejum de vitória do Vasco

Da redação com Folhapress. Publicado em 14 de novembro de 2020 às 18:59.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Uma vitória para encerrar jejuns. Assim foi o triunfo do Vasco por 2 a 0 em cima do Sport, neste sábado (14), na Ilha do Retiro, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. A tarde foi do argentino Germán Cano, autor dos gols vascaínos, tentos que, além de encerrar a “seca” de dois meses do gringo – não balançava as redes há dois meses -, colocam fim à incômoda sequência de nove jogos sem vitória do time da Cruz de Malta.

Foi a primeira vitória do treinador Ricardo Sá Pinto no Campeonato Brasileiro. O português, que estreou na derrota para o Corinthians, na 18ª rodada, acumulava um empate, contra o Goiás, e o tropeço diante o Palmeiras no duelo luso contra Abel Ferreira.

O resultado tira o Vasco, momentaneamente, da zona de rebaixamento, chegando ao 15º lugar com 22 pontos.

O CARA DO JOGO: GERMÁN CANO
O atacante, conhecido pelo poder de fogo dentro da área, enfim, desencantou. E em alto estilo. Cano estava há dois meses sem marcar e garantiu a vitória vascaína na Ilha do Retiro balançando a rede duas vezes. O segundo gol do gringo foi confirmado pelo árbitro de vídeo, após o assistente marcar impedimento.

QUEM FOI MAL: THIAGO NEVES
O meia errou passes tanto no setor ofensivo quanto na defesa. Com isso, não ajudou na criação de jogadas e nem na formação defensiva. Há uma confiança enorme depositada no jogador, que ainda está devendo bastante com a camisa do Leão Pernambucano. Thiago Neves foi substituído aos 32 minutos do segundo tempo pelo centroavante Hernane “Brocador”.

FIM DO JEJUM
Cano chega ao nono gol no Brasileirão. Antes dos dois tentos contra o Sport, o atacante havia balançado as redes lá em 13 de setembro, quando o Vasco bateu o Botafogo por 3 a 2, no clássico disputado no estádio Nilton Santos.

CRONOLOGIA DO JOGO
Ao 24 minutos do primeiro tempo, Léo Gil avançou pela esquerda e deu o passe para Cano, que, dentro da área, onde ele conhece bem, tocou para o fundo das redes de Maílson: 1 a 0.

Aos 6 minutos do segundo tempo, Cano fez o segundo, após lançamento de Neto Borges. O lance até chegou a ser invalidado pelo assistente do árbitro Heber Roberto Lopes, que assinalou impedimento. Mas, o árbitro de vídeo confirmou o gol.

SPORT
Maílson; Patric, Adryelson, Maidana, Sander; Márcio Araújo (Júnior Tavares), Ricardinho (Marquinhos), Lucas Mugni e Jonathan Gómez (Mikael) e Thiago Neves (Hernane); Leandro Barcia. Técnico: Jair Ventura

VASCO
Fernando Miguel, Werley (Jadson), Marcelo Alves, Ricardo; Léo Matos (Vinícius); Léo Gil, Andrey e Neto Borges; Benítez (Yago Pikachu), Cano (Tiago Reis) e Thales Magno (Gustavo Torres). Técnico: Ricardo Sá Pinto

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Thiaggo Americano Labes (SC) e Jhonny Barros de Oliveira (SC)
VAR: Bráulio da Silva Machado (SC)
Cartão amarelo: Tiago Reis (V)
Gols: Cano, aos 24min do 1º tempo e aos 6min do 2º

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube