Fechar

Fechar

À beira do Z-2, diretoria do Botafogo-PB demite treinador

Da Redação. Publicado em 28 de agosto de 2017 às 13:29.

Jeitão de “malandro carioca”, muita conversa e a definição de mais motivador do que treinador”.

O estilo do mineiro Ademir Fonseca não deu certo e a diretoria do Botafogo-PB, mais uma vez, resolveu trocar de comando na reta final da Série C do Campeonato Brasileiro.

A notícia, divulgada pela assessoria de imprensa do Belo no fim da manhã desta segunda-feira (28), agitou ainda mais o conturbado ambiente vivido nas últimas semanas na Maravilha do Contorno.

A nova troca aparece depois de mais uma derrota no Grupo A da Terceirona, desta vez para o Confiança-SE, ontem, jogando no Almeidão.

Foto: Ascom / Botafogo-PB

Substituto de Itamar Schulle, o técnico Ademir Fonseca comandou o Belo em apenas quatro jogos, e teve um retrospecto de três derrotas e uma única vitória, esta diante do Moto Club-MA.

Sem conseguir corrigir os defeitos do time, principalmente no setor defensivo, onde ocorrem suscetivas falhas em lances de bola aérea, o profissional, que se auto intitula “melhor motivador do que treinador”, encerra sua curta passagem por João Pessoa em comum acordo com a diretoria, segundo nota divulgada pela assessoria do clube.

A tendência é que Ramiro Sousa assuma o comando do time nas partidas contra ASA-AL, já na próxima sexta-feira (01), e Sampaio Corrêa-MA, pela última rodada.

Ramiro, inclusive, esteve à frente do clube em situação semelhante em 2015, quando o Botafogo-PB demitiu Marcelo Vilar, que vinha de longa estadia no clube, e contratou Roberto Fonseca, que também ficou pouco tempo no time. Na ocasião, o Belo terminou na sexta colocação.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube