...

Campina Grande - PB

Efraim Filho: “A fábula do lulopetismo está com os dias contados”

17/07/2017 às 19:52

Fonte: Da Redação

Em texto publicado no final de semana na página de opinião do jornal Folha de São Paulo, o deputado paraibano Efraim Filho, líder do Democratas na Câmara Federal, discorre sobre a recente condenação do ex-presidente Lula, fixada pelo juiz Sérgio Moro.

Leia trechos.

 “A condenação esclareceu, de uma ver por todas, que ninguém está acima da lei. Essa é uma importante lição de cidadania para a sociedade: foi-se o tempo em que os poderosos não enfrentavam a Justiça.

“No Brasil, costumava-se dizer que a lei se aplicava aos mais pobres e humildes, já aos que podiam contratar os melhores advogados, se aplicariam as brechas da lei.

“Restou a Lula o papel de vítima, encenar o drama de perseguido político, em discurso vazio, estéril e típico daqueles descobertos e condenados por suas práticas de corrupção. Lula não é mais o líder em que os brasileiros um dia confiaram.

“O ex-presidente aproveitou-se de sua posição para obter vantagens pessoais. Comandou a ´propinocracia´, o crime organizado instalado pelo PT no centro da República, uma máquina de corrupção para financiar um projeto de poder.

“A Operação Lava Jato tem passado o Brasil a limpo, levando às barras da Justiça aqueles que se achavam fora de seu alcance. Precisamos acabar com essa ideia de que alguém está acima ou à margem da lei.

“É o que defendo igualmente na Câmara, na condição de relator da PEC (emenda constitucional) que propõe o fim do foro privilegiado, um resquício aristocrático e obsoleto ainda presente em nossa Constituição.

“A fábula do lulopetismo, que tanto mal fez ao país, está com os dias contados. O encontro de Lula com a Lei da Ficha Limpa está mais próximo do que nunca, e o cenário político para 2018, cada vez mais distante para o PT.

“A sociedade está atenta. Mudou e pede mudanças. Não quer modificar apenas a cara dos políticos, mas a cara da política. Quer mais transparência e coerência, instrumentos da democracia e cidadania de um povo que já não aceita mais políticos corruptos, que usam discursos populistas para chegar ao poder.

“Lula se acha acima dos meros mortais. Mas terá de enfrentar na Justiça as consequências de seus atos. Como disse o próprio Moro em sua sentença: ´Não importa o quão alto você esteja, a lei ainda está acima de você´.”

*fonte: uol

Veja também

Comentários