Fechar

logo
logo

Fechar

Análise da bonificação é suspensa por 10 dias na UFPB

Da Redação com Ascom. Publicado em 9 de setembro de 2021 às 17:29.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em reunião extraordinária ocorrida nesta quinta-feira (09), suspendeu por dez dias a discussão da proposta de bonificação estadual de 10% na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para os candidatos que pleiteiam vaga por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) na UFPB.

O prazo, solicitado pela relatora Bagnólia Costa, que baixou o processo em diligência, servirá para acréscimo, nos autos do processo, de esclarecimentos apresentados oralmente durante a reunião pelo Prof. Aléssio Almeida, do Departamento de Economia, acerca dos dados estatísticos que justificam a proposta.

O estudo foi realizado pelo Laboratório de Economia e Modelagem Aplicada (LEMA), do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da universidade.

Além disso, está prevista uma audiência pública para tratar da matéria, havendo a participação de representantes das escolas, pais dos estudantes, estudantes, parlamentares e comunidade universitária.

A continuidade da discussão no Consepe está prevista para ocorrer no dia 22 de setembro, em reunião extraordinária, às 9h. O Processo nº 23074.069291/2021-49 foi cadastrado no dia 13 de julho de 2021.

Conforme a minuta de resolução proposta pela Reitoria da UFPB, a bonificação é destinada aos candidatos que pleiteiam vaga nos cursos de graduação da UFPB por meio do Sisu, que tenham cursado integralmente o Ensino Médio em instituições do estado da Paraíba e residam na Paraíba, promovendo com isso a inclusão regional e desenvolvimento do estado.

Conforme dados levantados pela Superintendência de Tecnologia da Informação (STI) da UFPB, o percentual médio de ocupação de vagas na instituição por estudantes de outras Unidades da Federação nos últimos cinco anos gira em torno de 28,15% para o conjunto de cursos da instituição.

Em alguns cursos esse índice é ainda mais elevado, como Relações Internacionais (59,54%), Engenharia Química (53,08%), Medicina (50,93%), Direito – Santa Rita (40,76%) e Psicologia (39,43%).

Além disso, o levantamento do LEMA mostra que 83,1% dos paraibanos formados pela UFPB exercem sua profissão na Paraíba. Esse quantitativo cai quando analisados os formados na UFPB oriundos de outros estados: 58,8% atuam profissionalmente na Paraíba.

arremate
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube