...

Campina Grande - PB

Deputado opina pela renúncia de Temer da Presidência da República

18/05/2017 às 15:01

Fonte: Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba)

O deputado Renato Gadelha (PSC) opinou pela renúncia do presidente da República, Michel Temer (PMDB), acusado pelos donos da empresa JBS de comprar o silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PSDB) na Operação Lava Jato.

Segundo ele, é preciso ter calma e parcimônia para que o país saia desta situação de acordo com a Constituição Federal, que prevê eleições indiretas.

Particularmente, Gadelha é contra porque o Congresso Nacional está sem força política, sem credibilidade, sem moral para fazer uma eleição indireta e advoga para que seja feita uma PEC, que dê poder para a realização de uma eleição direta, na qual o povo possa ser o senhor da razão e escolher o melhor nome para dirigir a nação nesse momento de crise profunda.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

“Eu gostaria que ele renunciasse. Era a melhor situação, até porque Temer não tem poderes para convocar uma eleição, mas o cargo sendo vago abriria as portas para a negociação de uma eleição direta para a presidência e vice-presidência da República e o Congresso. Acho que os governadores, deputados estaduais devem permanecer porque não participaram dessa crise que está ocorrendo em Brasília”, disse.

Contudo, o deputado continua a elogiar o governo de Temer e a posição que condena é a do cidadão presidente.

Segundo ele, o governo estava indo bem, mas ele cometeu a insanidade de tentar perpetuar a propina.

“Eu acho que ele deve ser condenado por essa imbecilidade, porque ele escolheu um empresário que estava completamente encalacrado na Lava Jato com ligações estreitíssimas com o presidente Lula e fazer uma proposta desse tipo. Foi uma insanidade e temer deve ser punido pelo crime que cometeu de suborno e de obstrução a justiça”,destacou.

Veja também

Comentários