Você já sentiu a sua dor?

Patrícia Alves. Publicado em 23 de setembro de 2018 às 20:13

Setembro acabando e você achando que eu ia passar batida e não falar sobre suicídio, né? Pois, se achou, perdeu a aposta! Vou falar, e com propriedade, acho que vou abordar o assunto em tópicos para não perder a dialética.

1 – Depressão existe;
2 – Só remédio não vai curar;
3 – É preciso mandar – algumas – coisas para o espaço;
4 – É preciso você se amar;
5 – Deus será seu guia para sair do deserto.

Podia acabar neste exato momento, para não ser prolixa e perder o time, nem me expor, mas aí não seria Patrícia, e aí… queridos, não posso deixar de ser Patrícia: NUNCA, NUNQUINHA!!!! Porque se eu não quisesse me expor, eu não teria uma coluna e nem mesmo redes sociais, né mesmo? Pois como diz a linda Simone de Beauvoir, “Que nada me limite, que nada me defina, que nada nos sujeite. Que a liberdade seja nossa própria substância, já que viver é ser livre”.

Cara, sentir-se humano é necessário!!!! Chorar desesperadamente, sofrer por algo que o outro acha banal é muito, muito necessário, porque assim você, nas sua “pequenez” se encontra, acha-se no meio do infinitamente-nada e consegue força para soerguer-se.

Setembro, que lembra que a cada 30 minutos alguém se suicida, trouxe-me mil histórias, histórias e contos (porque alguns são só teatro), mas me fez relembrar que só quem pode parar com minha dor sou eu – UNICAMENTE EU!

Meu apelo neste pequeno texto é dizer unicamente pra você permitir-se sofrer, permitir-se chorar pelo que o outro acha uma bobagem. Tá te incomodando, então é o que basta… mas peço muito… volta aos cinco pontos do índice, volta-se a Deus e permita-se também aos seus amigos. Cuida-se, amada, faz uma guia para você mesma sair deste deserto: PEDE AJUDA!

E se eu tão distante de você puder dar uma dica, ou um ensinamento, pega um papel e lista as trinta coisas que te faz ser tão especial e linda. Busca ajuda para te achar especial, pois por mais que a “vida” não te ame, tem muita gente que quer teu bem!

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Patrícia Alves
Patrícia Alves

* Jornalista e analista de projetos para captação de recursos públicos.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube