Fechar

logo

Fechar

Rodrigo Mello: Vamos edificar riqueza!

Rodrigo Mello. Publicado em 19 de outubro de 2020 às 16:34

O momento mais oportuno para se tratar sobre riqueza, economia e desenvolvimento é na crise! Nas tensões, conflitos e deficiências oriundos da crise, surge o melhor e mais importante cenário de oportunidades para fazermos os chamados “freios de arrumação” em nossas vidas.

Muitas vezes, conduzindo-nos no “piloto automático”, não nos damos conta de hábitos que nos prendem a uma forma medíocre de vida, que nos empobrece humanamente e – por consequência – econômica e financeiramente.

E são as crises as importantes circunstâncias que lançam sobre nós as muitas consequências de nossas próprias atitudes e hábitos – e, por essa razão, torna-se muitas vezes complexa a saída das crises, pois temos que, necessariamente, sairmos de nós mesmos (cheios de práticas equivocadas) e fazermos operações psicológicas nunca antes feitas em nossas vidas.

O ser humano, naturalmente, vive a partir de alguns instintos básicos, dentre os quais, o de sobrevivência é um dos mais fortes (inclusive, para alguns, o mais relevante). E na luta diária pela sobrevivência, estamos – muitas vezes – atacando ou fugindo dos perigos e ameaças que nos cercam.

Grande parte de nossas atitudes e hábitos de sobrevivência, por estarem fundamentados em instintos, não passam por nossos processos de inteligibilidade e acabam por nos fazer sucumbir em armadilhas de vieses e heurísticas (crenças e atalhos mentais equivocados) que nos dificultam ou inviabilizam nosso desenvolvimento, incluindo os econômicos e financeiros.

Porém, ao deixarmos de viver como feras instintivas e passarmos a fazer uso de nossa Inteligência, nós nos tornamos capazes de ascendermos a patamares mais elevados, e passamos a ter a oportunidade de produzirmos as condições e os meios para edificar nossas riquezas!

Assim, uma coisa fica muito clara: nosso desenvolvimento econômico e financeiro depende direta, e inequivocamente, da capacidade que temos de nos (re)fazermos melhores. Para isso precisamos, sobretudo, de usarmos as crises como oportunidades para identificarmos o que DE VERDADE somos, fazemos e pensamos acerca de nossas produções e do nosso dinheiro!

Por esta razão, a nossa dimensão psicológica é um espaço fundamental para o desenvolvimento da riqueza de nossas vidas, pois é no ambiente psíquico que está o humano capaz de se elevar sobre a sua condição bestial – dos instintos de sobrevivência – tornando-se capaz de desenvolver-se e não apenas de sobreviver.

O nosso psiquismo passa a entender que não temos que somente sobreviver, mas que somos capazes de nos desenvolvermos e produzirmos o que de melhor podemos e sabemos ser.

Obviamente, este é um trabalho que demanda esforço (como toda ação humana que finalidade de transformação de realidade). Mas, vale a pena!!! Um trabalho psicológico que possa nos favorecer liberdade frente aos nossos vieses e heurísticas equivocadas – sobre o que fazemos (nossas produções) e o que pensamos (nossos valores) – é condição sine qua non para sermos capazes de realizar operações de mudanças em contextos de crise.

Nossa meta é sairmos melhores, frente a todas as crises nos sobrevêm. SEMPRE sairmos melhores do interior de nossas crises! Penso que esse seja o primeiro de todos os passos a ser dado, rumo ao equilíbrio humano, econômico e financeiro: o comprometimento em nos elevarmos a patamares nunca antes vividos por nós mesmos!

O desenvolvimento, essencialmente psíquico, no qual o indivíduo tomará o desequilíbrio da crise, como base para o reequilíbrio de si mesmo, do que faz e do que pensa acerca dos valores que tem no bolso e na alma, demanda AMBIÇÃO… Não ganância. Mas, sobre a ambição necessária ao nosso desenvolvimento, eu tratarei na semana que vem. Um forte abraço!

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Rodrigo Mello
Rodrigo Mello

Doutor em psicologia clínica. Com formação em Direitos Humanos, Psicologia Econômica, Educação Financeira e Arquitetura de Escolha, com 15 anos de experiência na psicoterapia, atuando na docência e elaboração de laudos perícias para fins judiciais.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube