Fechar

Fechar

Trabalhabilidade

Ailton Elisiário. Publicado em 8 de julho de 2018 às 21:43

O mercado é o cenário econômico onde se realizam as trocas dos bens e dos meios de produção. Num regime de livre concorrência os fatores de produção são negociados segundo as leis do mercado e são os responsáveis pela transformação dos insumos e matérias primas em bens e serviços de consumo. Tal qual o mercado dos bens finais, o trabalho, o capital e os recursos naturais têm cada um seu próprio mercado.

O mercado de trabalho tem se modificado ao longo do tempo, exigindo que os profissionais se adaptem às novas necessidades. No Século XX o mercado era generalista, permitindo aos profissionais desempenharem funções e cargos os mais variados sem grandes perspectivas. Nos anos 60 a perspectiva era a estabilidade, ingressando o profissional na empresa como estagiário e nela ascender até o cargo da presidência.

Já no final do século a palavra de ordem passou a ser a da empregabilidade, conceito que significa a capacidade ou possibilidade de conseguir um emprego e de nele se manter. Isto exigia do profissional empenho em demonstrar seu valor, qualificação e capacidade de contribuir para o sucesso da empresa. Quanto maior fosse a capacidade de corresponder às necessidades do mercado, maior era o grau da empregabilidade do profissional.

Nos dias atuais, pelas mudanças das necessidades do mercado, o que se coloca agora é a trabalhabilidade, um novo conceito que envolve talento, criatividade e capacidade de gerar renda. Em razão da competitividade e instabilidade vividas pelas organizações, o mercado agora busca um profissional que seja polivalente. Diferente do profissional anterior que valia por sua especialização, o profissional atual vale mais por sua multifuncionalidade.

Trabalhabilidade é a capacidade de adaptação e geração de renda a partir de habilidades pessoais. Isto implica na aquisição e desenvolvimento de competências e habilidades, aprofundamento de conhecimentos, aperfeiçoamento da capacidade de atuação em parceria, assunção de posições de liderança, trabalho sob pressão em situações de ambiguidade e outras situações desafiantes, tudo sem perda de vista dos resultados a serem alcançados.

Ao mesmo tempo em que desempenha sua função principal na empresa, pode estar prestando consultoria, estar lecionando, estar desenvolvendo projetos ou outras atividades.

Quer esteja contratado formalmente como consultor, quer esteja contratado para um projeto ou para um período, quer esteja atuando como empreendedor, o profissional conectado com as tendências de sua especialidade, mas tendo uma visão global das várias áreas da organização, terá maiores chances de colocação ou recolocação mais rápida no mercado, por ser resultado de sua própria trabalhabilidade.

Esta é a nova realidade do mercado e para ele devem estar preparados os profissionais. Diante da complexidade do mundo atual, as empresas permanecem necessitadas de profissionais especialistas em determinadas áreas, o que mais motiva o profissional a investir na trabalhabilidade para atender ao mercado em geral e especialmente ao segmento de sua própria especialidade.

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Ailton Elisiário

O autor é economista, advogado, professor da Universidade Estadual da Paraíba e membro da Academia de Letras de Campina Grande.

falecom@fhc.com.br

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube