Fechar

logo

Fechar

Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 1 de setembro de 2018 às 11:04

O Senhor vai acendendo luzes em nosso caminho, à medida que precisamos delas.”

Chegou setembro! E que ele venha cheio de estrelas, iluminando todos os necessitados. Que ele chegue com muita Saúde, Paz e Vitórias para mim, para você, para todo mundo.

Setembro, rosa vermelha. Aroma de jambo.

Vaga-lumes com olhinhos de luz.

Setembro e o mar cantando, ondas conotando segredos.

Setembro tem forma/cor, memomilagre!

Mas, também acolhe conflitos que não se complementam…

Se a gente se lembra de um anjo sorrindo, por outro viés, também recorda médicos dizendo “Trinta e três e respite”. É a “dama branca” aproximando-se.

Porém, meu querido AMIGO não tinha medo da passagem! Viveu como amor ao Amor e à Vida. Apaixonado por sua esposa, formou um casal dos mais Empreendedores desta cidade. Não havia CHICO AGUIAR sem LAUDICÉIA AGUIAR; não havia LAUDICÉIA AGUIAR sem CHICO AGUIAR.

Quando evoco o amigo Chico sinto uma “consoada”. Uma consoada isenta de nuvem escura, porque Chico, em direção ao infinito, deixou o “campo lavrado, a casa limpa, / A mesa posta,/ Com cada coisa em seu lugar.”

Chico, benfeitor de Campina Grande, ingressou no Céu sem pedir licença.

DEUS o abençoe, Francisco de Aguiar Aragão!

REPETÊNCIA EPISTEMOLÓGICA

De acordo com o que foi amplamente anunciado (faces, telefonemas e o tradicional “boca à boca”), a reabertura pública da I Seccional PEN da Paraíba foi adiada para o próximo dia 24(vinte-e-quatro), às 17 horas, na FIEP, gestão Buega Gadelha e equipe.

Teremos a mesma programação artistica, os mesmos Comunicadores, a mesma Temática e o momento da Confraternização.

Convém relembrar que o adiamento representou respeito à Senhora Laudicéia Aguiar, Sócia Benemérita da I Seccional/PEN.

Esperamos a compreensão e a presença de todos os Segmentos campinenses. Gratíssimos.

POÉTICA.

“A Rosa é um jardim

concentrado

em clarim

de cor, anunciando

a alvorada fogosa

e o tempo iluminado.” CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE(Obra Completa, p. 793).

Aos meus familiares, amigas e amigos, meu abraço setembrino, confiante de que todos os meses de todos os anos serão Alvoradas de Setembro! Amém.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube