Fechar

Fechar

Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 3 de março de 2018 às 21:14

Náusea, medo, morte, angústia são temas recorrentes na obra do Escritor José FERNANDES, um goiano nacional.

        Ancorando-se em filósofos como Heidegger,  Bornheim, Camus, entre outros, José Fernandes nos deixa profundos estudos sobre Machado, G. Rosa, Graciliano, J. J. Veiga, Clarice Lispector e outros nomes celebrados pela Crítica.

        Observador permanente do mundo e do ser, o autor sabe conjugar filosofia e literatura, pois “A literatura não é exclusivamente uma arte de contar histórias, mas de criar universos fictícios, paralelos e simétricos ao real, para desvendar-lhe os problemas e denunciar suas arbitrariedades”, afirma o autor.

        As analogias entre mundo e ser também conduzem a narrativa a uma atmosfera tensa, em que personagens não se voltam só para o universo porque são situados diante do outro e diante de si mesmo.

        Sabe-se da variedade de abordagens da existência. Porém, José Fernandes, reconhecendo a vida mutável e mutante, não se apegou aos rígidos métodos das correntes filosóficas Em seu foco, essência e  existência são recorrentes.

        Essência enquanto substância e matéria do ser. Existência enquanto desenvolvimento pleno do ser, a forma concreta de realização da essência.

        PASSANDO PELO RIO.

        Em temporada curta e “pouca” não há muito o que contar. O melhor, realmente, foi o convívio com minhas filhas e minha neta. Com excelentes amigas(os), também.

        Uma ótima noite foi assistir ao espetáculo “Bibi, uma vida músical”, juntamente com Maria Eduarda e Lizanka.

        A vida da extraordinária Artista foi coreografada magistralmente por Sueli Guerra e o repertório, com atores e atrizes jovens, esteve em perfeita sincronia com o tema.

        O texto de Artur Xexéo; os desempenhos de Amanda Acosta (Bibi); Chris Penna (Procópio); Guilherme Logulho (Paulo Pontes, último amor de Bibi) alcançaram o mais alto nível interpretativo.

        O coro, os figurinos e todas as performances revestiram-se de invulgar brilhantismo. Tem razão Artur Xexéo: “A história de Bibi é a história do teatro”.

        Uma noite de deleite estético!

        PALOWA.

        Palowinha (assim mamãe a chamava) e seu filho Moacir Arcoverde receberam em grande estilo, paraibanos e cariocas,  em seu belo apartamento.

        Música suave. Buffet impecável, produzido pelo novo “maitre” Moacir. Presenças queridas de Jurema Filho/ Lucia; Patrícia/Gerardo Rabello; Carmem Eleonora, uma simpatia; a mimosa Suzaninha e outras personalidades que não conhecia. Mas, Fabíola Bandeira me fascinou.

        No centro desse universo festivo, estava a rainha da noite: Palowa Arcoverde em seu azul longo com belas pedrarias.

        Noite bonita e aconchegante!

        GISELE CITTADINO.

        Diante do atlântico, encontra-se a residência da paraibana Gisele Cittadino, radicada no Rio há muito tempo.

        Lá, fui participante de uma fina recepção que, todos os anos, ela oferece aos paraibanos. Gesto cativante, sem dúvida.

        O almoço – antecedido por gostosos acecipes – tinha o sabor de uma paraibanidade fidalga. De fato, Gisele em seu longo, despojadamente branco, pertence a vertente das jovens senhoras elegantes.

        Além das presenças amigas, citadas acima, devo pontuar a alegria que Abelardo(nosso Abelardinho) Jurema Filho, acompanhado de sua discreta Lucia, proporcionou aos presentes.

        Dedilhando seu violão e cantando selecionadas músicas, esse Jornalista/Imortal tornou o mar mais verde e despertou sereias.

        As sereias devem ter ficado embriagadas por encanto. Todorov diria: eis o fantástico-maravilhoso!

        SEMANA SANTA.

      Façamos da Santa Semana um período de reflexão e transformações e não um período de divertido turismo. Amém!

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube