Fechar

Fechar

Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 2 de junho de 2018.

Natural de Pernambuco.

Estudos em Recife, outras capitais e na Universidade Gregoriana de Roma, onde foi patrocinado por D. André Arcoverde, seu benfeitor, que se manteve no anonimato; nosso Jornalista ignorava a origem dos recursos financeiros.

Bacharelado em Teologia Dogmática, com defesa da AMINUTA(equivalente ao Mestrado do Brasil). Formado Sacerdote pela Igreja de Sam Giovane, em Roma, celebrou sua primeira Missa na Basílica de Santa Maria Maggiore e na Basílica do Vaticano. Sacerdócio, estendendo-se à França, Bélgica e Portugal.

De volta ao Brasil exerceu suas funções na terra natal e em outras cidades pernanbucanas.

Em 1969 chega a Campina Grande, já nomeado Diretor-Presidente da RÁDIO CATURITÉ por D. Manuel Pereira. Ali, apresentava sua inesquecível Crônica “Diario de um Cronista”.

Encontrou a “Caturité” como o Brasil de hoje: corrupção, desmandos, funcionários sem seus salários e, até caixas de wisks guardadas como propinas… Que missão espinhosa!

Porém, com talento, humildade e perseverança obteve a “salvação da lavoura”, tendo a Rádio Caturité vivido seu apogeu, durante toda sua gestão.

Sabemos, entretanto, que Sucesso desperta inveja, injustiça, calúnia e perseguição. Se fossemos relatar o que nosso Jornalista/Advogado realizou no território profissional, levariamos mais de 10 horas para fazê-lo.

Basta lembrar que ele foi processado por nota difamatória dos Diários Associados, mas, fazendo sua auto-defesa, foi imediatamente absolvido pelo Juiz da época e pelo Promotor Agnelo Amorim. A nota venenosa foi, então, retirada.

Outro fato durante sua gestão: D. Manuel Pereira, mesmo convidado pelo Reitor da FURNE, para a solenidade do 07 de setembro, foi impedido de entrar no Teatro Municipal e detido por Major Câmara, que o levou para Recife. Entretanto, defendido por este Advogado/Jornalista, nosso querido Bispo obteve a justa vitória.

Sua advocacia benefeciou várias Instituições campinenses, o que realizou com talento, ética e sua consagrada dignidade: citamos, apenas, a atuação junto à FAP e, enquanto Juiz Conciliador Criminal do I Juizado Especial desta Comarca, de onde foi também demitido por perseguições políticas…

Casado com a Sra. Marleide Magalhães de Siqueira, deixa os filhos Carlos, Mª Moema, Mª Cristina, netos, genros, noras, irmãos, enfim, uma linda família construída com Amor.

Encerrando esta homenagem da I Seccional PEN da Paraíba, transcrevemos tópicos da Imprensa Paulista:

01 – Implantou um jornalismo de mão e contramão, dando sempre oportunidade aos acusados pelas ondas da Emissora para exercerem seu “direito de resposta”;

02 – Valorizou os radialistas como pessoas humanas, propiciando-lhes a oportunidade de se reunirem em agências e crescerem, como pessoas humanas, que trabalhariam”sob o signo da liberdade responsável”;

03 – Difundiu o evangelho e os princípios democráticos e cristãos que o norteiam;

04 – Transmitiu os programas religiosos todos os dias da semana, levados ao ar, sem que a empresa não recebia um centavo sequer da MITRA DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE. Assim, mais da metade do seu tempo, destinado à divulgação e cedido gratuitamente a Diocese de Campina Grande

05 – Privilegiou transmissões esportivas e educacionais;

06 – Foi independente em Matéria Política, sem tomar partido e lutar sempre pela ” Democracia Responsável”, em seus microfones;

07 – Fomentou o desenvolvimento Local e Regional, em todos sentidos;

08 – Cumpriu sempre, a legislação que rege a Radiodifusão no Brasil.

AGRADECENDO.

Não obstante a crise dos combustíveis, quando muitas Instituições cerraram as portas, a FIEP (deserta, como nunca a vimos) recebeu a I Seccional PEN da Paraíba, a fim de realizar o Encontro Público e suas atividades referentes ao primeiro semestre/2018.

Meu Deus, como agradecer à generosidade imbátivel do Presidente FRANCISCO DE ASSIS BENEVIDES GADELHA? Só mesmo São Francisco permanecerá abençoando-o.

Agradecemos, igualmente, às amigas Xênia, Aline, Vanusa, Sr. Brito, Sr. Nelson, Sr. Jean e tantos quantos integram a Gestão/Buega Gadelha.

ABRAÇOS.

Para as amigas e amigos que compareceram ao encerramento do dia 28/05/2018. Boa vontade é outra coisa….. Que Deus as (os) proteja! Sempre.

ABREIJOS ESPECIAIS:

Para Lili, Lindalva Gonçalves, Darcy Lélis, Célia Fárias, Marizelda Soares, Fábio Costa, Conceição Araújo, Nevinha Vilarim, Albanita Guerra, Genaldo Cardoso, Lau Aguiar, Zélia Vasconcelos, casal Giovanna/Arquimedes Leal, Aurení India Macedo e tantas pessoas queridas que minha memória falha.

Não se pode esquecer a mesa histórica: Escritor José Mário, Estudante Ana Letícia C. de Lira, Ninfa Batista, Salete Matias e o grande Poeta Chico de Assis.

Até, o próximo vinte e sete de agosto, na FIEP.

Ao meu leitor, muita saúde.

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Elizabeth Marinheiro

falecom@fhc.com.br

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube