Fechar

logo

Fechar

“StockX”

Alexandre Moura. Publicado em 15 de março de 2019 às 9:50

Este é o nome de uma Startup americana que vem causando muita discussão, entre investidores e executivos de empresas de e-commerce (comércio eletrônico).

Com um crescimento muito rápido no mercado varejista dos Estados Unidos, a StockX tem uma abordagem interessante e atual, apostando mais nas “experiências diretas dos consumidores durante a compra e com base nos dados gerados a partir destas experiências, precificar os produtos oferecidos”. Ou seja, o comércio eletrônico (com a metodologia da empresa) fica mais parecido “com uma bolsa de valores (onde as ações são os produtos sendo vendidos) do que com um site tradicional de vendas on-line”.

A ideia é simples: “os analistas da empresa levantam os preços praticados em vários lugares, quantidades disponíveis e o volume de vendas de cada item e com estes dados estipulam um preço de venda para os clientes da StockX”. Ou seja, a “formula de precificar” da empresa é baseada em “valor que o consumidor identifica no produto e não em oferta e demanda”.

Hoje já são mais de 13 milhões de clientes ativos na plataforma, que realizam cerca de três milhões de compras por dia! Um “detalhe” importante: A empresa só intermedia as vendas, ela não tem nenhum produto estocado e nem despacha nada.

Notaram a semelhança com o “Airbnb” ou com o “Uber”?

Carro Autônomo Barato?

A Comma.ai, empresa de tecnologia com sede nos Estados Unidos, pretende “transformar todos os carros do mundo em veículos autônomos”. A empresa está desenvolvendo um software (programa de computador) que instalado no computador dos carros atuais, vai transforma-los em carros autônomos (vale lembrar que hoje existem vários modelos de veículos, que “estacionam sozinhos” e para ampliar essa facilidade, em tese, dispensando o motorista, não é tão complicado).

Além disso, a Comma.ai, promete que o software será gratuito e disponível para quem quiser usar! Denominado de “Open Pilot” (“Piloto Aberto”, em referencia ao código aberto dos softwares livres disponíveis no mercado para outros usos), o programa de computador da empresa já vem sendo “apelidado” de o Android (software livre dos telefones celulares) dos carros sem motorista.

Inicialmente, a solução estará disponível somente para alguns tipos de carros dos fabricantes Honda e Acura, mas o objetivo é atender todas as marcas.

Eventos para Startups

Três eventos internacionais, voltados pra Startups, que vão acontecer ao longo do próximo mês de maio, já estão com suas inscrições abertas. As mostras acontecem nos Estados Unidos, França e Canadá.

O Itamaraty – Ministério das Relações Exteriores pretende apoiar “as empresas que tenham necessidades ou projetos de expansão internacional para estes países, através da participação nos pavilhões brasileiros nos encontros”.

O primeiro acontece no dia 2 de maio, em Nova York, Estados Unidos, e é chamado de “Tech Day”, a maior feira de startups do mercado americano. O segundo evento é o “Viva Technology”, em Paris, França, nos dias 16, 17 e 18, que tem como objetivo “conectar empresas para o desenvolvimento da transformação digital e inovação”. E o terceiro vai acontecer entre os dias 20 e 23, na cidade de Toronto, Canadá, e é denominado de “Collision”, devendo reunir “25 mil participantes de dezenas de países, sendo famoso como ponto de encontro dos maiores compradores e vendedores de tecnologia do mundo”.

Mais informações no site www.itamaraty.gov.br.

Tecnologia ajudando no tratamento do câncer de pulmão

As técnicas de “Machine Learning” (significa “aprendizado da máquina”, área da ciência da computação que faz parte do conceito de inteligência artificial e estuda meios para que máquinas possam fazer tarefas que seriam executadas por humanos) estão sendo utilizadas em um sistema “capaz de classificar os subtipos de câncer de pulmão com o mesmo nível de precisão que os patologistas humanos”.

A novidade foi divulgada em um artigo no periódico inglês “Scientific Reports”, especializado em pesquisas médicas. Segundo o texto, pesquisadores do “Norris Cotton Cancer Center”, dos Estados Unidos, “desenvolveram um modelo de aprendizagem profunda, utilizando às técnicas de Machine Learning, para classificar automaticamente diferentes tipos de câncer pulmonar nas lâminas histopatológicas (estudo microscópico dos tecidos doentes)”.

Os resultados obtidos com o sistema automatizado foram comparados com os obtidos com o trabalho de três patologistas humanos e mostraram que estavam “dentro dos intervalos de confiança de 95% de concordância em todos os padrões histológicos predominantes”.

A vantagem do sistema automatizado é “permitir aos médicos diagnosticar e tratar os pacientes mais rapidamente” e em locais onde não estejam disponíveis especialistas humanos.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Alexandre Moura
Alexandre Moura

Engenheiro Eletrônico, MBA em Software Business e Comércio Eletrônico, Diretor da Light Infocon Tecnologia S/A e Presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado da Paraíba.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube