Fechar

logo

Fechar

Só sei que nada sei, eu acho

Jobson de Paiva Sales. Publicado em 11 de março de 2019 às 14:53

Somos como irmãos. Temos apreço recíproco. Mas você me tem críticas profissionais, sobre meus negócios. Sempre pensou – e as vezes me disse – que sou leniente, não trabalho o suficiente, preciso esforçar-me mais, e acima de tudo fazer melhor. Comenta-se de desperdícios, há certo consenso de que não gerencio bem. Mas hoje te procuro na condição de amigo para te pedir: preciso de mais dinheiro para o negócio, você poderia me emprestar? Prometo, essa será a última vez, e dessa feita eu devolverei.

Qual seu pendor em atender o pedido? Você seria melhor amigo ao atender ou sendo franco sobre a situação insustentável do negócio?

Sua piedade pecuniária será capaz de alívio imediato, mas incapaz de solução, os embaraços persistirão: incompetência e falta de humildade em assumi-la.

Mas se você, assim como a maioria, sente-se desconfortável em investir em algo que ruirá pense na hipótese do empreendimento abaixo.

Gastamos 6% do PIB com educação, proporção maior que os países mais desenvolvidos do mundo (membros da OCDE gastam em média 5,5% do PIB). Verte-se em educação no Brasil como proporção do PIB mais do que em 80% das nações do globo. Nos EUA são 5,4% do PIB destinados a ela. Coreia do Sul e China realizaram sua grande transformação educacional poucas décadas atrás (quando seus PIBs eram bastante inferiores ao brasileiro) sempre orçando abaixo de 4% do PIB.

Como resultado desse investimento tem-se o fracasso brasileiro nos principais exames internacionais. Temos um dos piores níveis de conhecimento em segundo idioma o mesmo em ciências, matemática e línguas (a nossa própria). Fomos o 63º país dentre 70 avaliados no PISA 2018 (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes da sigla em inglês). Nenhum prêmio Nobel orna nossas estantes (há 5 na Argentina, 2 no Chile, 2 na Colômbia e 1 no Peru). Nossa melhor universidade é a ducentésima em nível internacional. No quesito pesquisa e inovação a Ásia lidera os pedidos mundiais de patentes com 64% de todos eles, a América do Norte vem em segundo com 20,5% e Europa com 11,3%. A América Latina e Caribe amargam 2% neste importante termômetro.

A que serve a Educação?

Decerto muitos a veem como direito natural, libertário e inalienável do homem (art. 26 da Declaração Universal dos Direitos Humanos da ONU).  Entretanto este direito “natural” é apenas um hábito recente. Há menos de dois séculos não era natural ir à escola, elas mal existiam, e frequenta-las era privilégio de elites aristocráticas e clericais.

Coube a Inglaterra fundar o primeiro sistema de ensino público. Uma resposta pragmática à necessidade de formação de operários para as fábricas da Revolução Industrial. A escola como mecanismo utilitário e adestrador.

Econometristas modernos também enxergam um padrão utilitário, mas de outro matiz: a educação melhora os padrões materiais dos indivíduos.

Os artefatos em macroeconomia atestam o peso que o aumento de produtividade nas sociedades tem sobre os seus padrões de vida. O capital, notadamente em tecnologia, e altos níveis de educação e expertise das pessoas geram alta produtividade e esta gera riqueza.

Somos pobres porque não temos educação!

Não temos educação porque somos pobres? A insistir no pernicioso ciclo, apenas vindicar mais dinheiro, nossa educação não será libertária nem utilitária, continuará apenas retardatária.

“Se você acha a educação cara experimente investir em ignorância”

Derek Bok

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Jobson de Paiva Sales
Jobson de Paiva Sales

Mestre em Gestão de Sistemas de Seguridade Social, Madri, Espanha. Gerente Executivo do INSS em Campina Grande. Articulista. Consultor e Palestrante.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube