Fechar

Fechar

Semana de Educação Financeira

Arlindo Pereira de Almeida. Publicado em 19 de maio de 2018 às 18:07

Por Arlindo Almeida

Vivemos no Brasil sob o domínio das chamadas fake news – notícias mentirosas – e a divulgação de fatos bombásticos, passageiros, que, no fundo, no fundo, não interessam verdadeiramente e não trazem maiores efeitos sobre a vida do cidadão. São matérias sobre crimes e outros de natureza social variada, de forte cunho emocional, que vêm ao encontro da curiosidade tão comum a todos nós, e servem para ocultar a dura realidade do dia a dia. Um ópio.

Sabia você, caro ouvinte, que tivemos agora a 5ª edição da Semana de Educação Financeira, organizada pelo Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef)? O evento promoveu palestras, cursos e seminários em todo o Brasil e teve por objetivo ajudar as pessoas a administrar melhor o seu dinheiro.

E chegou bem a propósito. Dados revelados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostram que, em março, o número de consumidores com contas atrasadas cresceu 3,13% em relação a março de 2017. Já são mais 62 milhões de consumidores em atraso no primeiro trimestre de 2018.

Nas atividades desenvolvidas na 5ª Semana foram ministrados, dentre outros, Curso básico de educação financeira; Curso de Matemática Financeira para uso da calculadora HP12C; como se livrar das dívidas; como falar de dinheiro com os filhos, além de palestras.

No Estado, os eventos aconteceram em João Pessoa e Guarabira, através da Universidade Federal da Paraíba, e em Santa Rita, Monteiro e Sapé sob o comando do SEBRAE. Campina Grande, inexplicavelmente, ficou de fora.

O Comitê Nacional de Educação Financeira é, por assim dizer, o braço executivo da Estratégia Nacional de Educação Financeira – ENEF – que é uma mobilização multissetorial em torno da promoção de ações de educação financeira no Brasil. “A estratégia foi instituída como política de Estado de caráter permanente, e suas características principais são a garantia de gratuidade das iniciativas que desenvolve ou apoia e sua imparcialidade  comercial.  O  objetivo  da  ENEF,  criada  através    do Decreto Federal 7.397/2010, é contribuir para o fortalecimento da cidadania ao fornecer e apoiar ações que ajudem a população a tomar

decisões financeiras mais autônomas e conscientes.” Integram o Comitê Nacional de Educação Financeira – CONEF sete órgãos e entidades governamentais e quatro organizações da sociedade civil.

São disponibilizados, gratuitamente, a professores e alunos do Curso Fundamental, já a partir do 1º ano, cartilhas de Educação e Finanças, de forma didática e compreensível. A mesma coisa para os alunos do ensino médio.

Só como exemplo. A cartilha do 1º ano do fundamental, é uma espécie de história em quadrinhos, um gibi. Seu estudo compreende noções de desperdício, consumo e lixo seletivo, tendo como elementos de ligação diversas informações e conhecimentos de outras áreas, como Artes, História, Cultura e Ciências.

As crianças também entram em contato com a noção de preços dos produtos, na medida em que podem observar o aumento da quantidade de moedinhas (simbolicamente representando o valor de cada etapa de produção da batata até chegar à nossa mesa).

  1. É justo mencionar aqui as instituições privadas que apoiam o projeto: Patrocinador global – Itaú, Itaú Social e Instituto Unibanco;
  2. Parceiros estratégicos: Abecs (Associação Brasileira de Empresas de Cartão de Crédito) e Bradesco; e
  3. Parceiros técnicos – IBM, VISA e KPMG (Empresa da auditoria e consultoria financeira e de gestão)

Talvez fosse possível aproveitar em Campina Grande todo o conhecimento acumulado pela excelente estrutura de educação, a partir das nossas Universidades, no sentido de desenvolver algo semelhante, unindo Poder Público, Academia e Entidades da Sociedade Civil, como Associação Comercial e CDL.

Com a palavra os interessados!

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Arlindo Pereira de Almeida

Economista.

falecom@fhc.com.br

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube