Rafael Holanda: Mandamentos sagrados

Rafael Holanda. Publicado em 22 de fevereiro de 2021 às 9:10

Louve o nome do Senhor em cada momento, para que as penumbras das incertezas desapareçam do teu dia, e no entardecer de um trabalho cansativo surja no horizonte à luminosidade da esperança.

Louve de forma verdadeira, sem a necessidade de exposição pública, pois gritos sem confiabilidade da fé apenas poluem, e não ultrapassam árvores de praça ou teto do templo.

Louve a grandeza espelhada por este planeta maravilhoso que sem a necessidade de apoio circula de forma majestosa em torno de si e do sol, mostrando a virtude do Pai.

Cante esperanças para todos que não encontram a fonte da bonança, e vivem em guetos obscuros pela insanidade de governantes, e por desprezo de nós mesmos.

Desperte para verdadeira missão do homem, que através de pequenos gestos é capaz de trazer alegria, destituir incertezas, bloquear lágrimas no seu nascedouro.

Saiba perdoar por ofensas recebidas, não guarde dentro de si resquícios do ódio, que funcionam como chave de uma noite infeliz cercado por pesadelos.

Dispa-se da vaidade, mãe de todos os malefícios, não modifique os teus procedimentos nas grandes atribulações, e nem perca o prumo da verdade em tempestades de mentiras.

Saiba que ao observar somente o vento, não haverá condições para semear, sem despertar o estimulo da terra; encantamos em covas, vidas que se perderam.

Palavras lançadas ao vento não retornam, ódios que são guardados ferem o coração, inimigos conseguidos provocam incertezas e dúvidas de fé, mortifica a alma.

Estenda suas mãos, multiplique suas orações para consolar ao se perdem pela miséria do mundo, pois gestos como estes são capazes de se tornarem borracha nos teus erros.

Ouça vozes que suplicam pela estrada, e pare para consolar; lutem pela igualdade entre irmãos, não suja destes pequenos atos para que uma tempestade similar não seja companheira do teu lar.

Seja soldado até o fim dos teus dias para conhecer e discernir a verdade se coragem, para ultrapassar barreiras construídas pelo medo e desesperança.

Não zombe dos que vieram à vida com deformidades, não engane ao que tem menos, não realize transgressão por crueldade, não exerça violência diante de um fraco.

Seja a benção em todo momento, melodia que consola braços que amparam, pois Deus na sua infinita bondade será capaz de perdoar por todas tuas faltas.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Rafael Holanda
Rafael Holanda

* Médico.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube