Fechar

logo

Fechar

Rafael Holanda: Eu sou

Rafael Holanda. Publicado em 19 de julho de 2021 às 12:20

Eu sou a lágrima de um mundo triste, onde a esperança verde já não existe, onde o sofrimento ecoa nos quatro cantos de um mundo e se perde na densa nevoa das incertezas.

Sou uma jornada a descer escadas, para encontrar o meu verdadeiro lar, enquanto muitos se destroem antes de alcançar a sua vida plena de alegria.

Sempre peço que a morte não me visite, e que as minhas forças sejam acrescentadas para que os meus olhos evidencie a luz da verdade, e o esplendor de uma vida completa pelo mel da sabedoria.

Que nenhuma ilusão venha destroçar os meus sonhos que se fizeram canção para os meus dias, com a finalidade de aliviar as minhas dores. Que minha honra não seja atada ao esquecimento, pois durante a minha caminhada pautei em deixar as passadas incrustadas com historias a serem contadas e exemplos para seguir.

Que tudo que é belo seja imortal como é o canto da verdade, para que a semente da maldade e injustiça não seja semeada com a finalidade de moldar desesperanças.

Os milagres da vida são produzidos por nossas mãos para que possamos compreender a grande roda que existe e das coisas que fazemos. Que minha alma ouça! Ame o seu Senhor como o peixe ama a água.

Quanto mais água mais alegria, e mais tranquilidade para suas estripulias. Sem água, ele sobrevive por poucos momentos, e somente Deus conhece a angustia do seu coração.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Rafael Holanda
Rafael Holanda

* Médico.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube