Fechar

logo

Fechar

Pastor Gomes Silva: O momento é de reflexão

Gomes Silva. Publicado em 27 de março de 2020 às 10:21

O momento é de reflexão. Para isso, não faltam situações, principalmente as que estão mais em “voga” no mundo, ocupando espaço nas mais diversas áreas da comunicação: Televisão, jornais, revistas, portais, blogs, rádios, redes sociais, etc.

Entre as situações que afetam vida humano na face da terra está o “quase” invisível coronavírus, que já matou milhares de pessoas em diversos países, incluindo o Brasil. Esportes só na lembrança e com estádios calados, fábricas discretas, metrôs parados, igrejas sem cultos (ou missas), povos em casa e hospitais e clínicas abarrotados de suspeitos de contrair o vírus, além do casos concretos e das vidas que já foram ceifadas.

O mundo parou literalmente. O povo está em casa com medo de contrair o tal vírus, mas antenado com os casos que acontecem em todo o País. É um verdadeiro “Deus-nos-acuda”! Sem falar nos profissionais da medicina e os enfermeiros que colocam a própria vida em risco, praticando o amor para salvar a tantos que precisam dos seus preciosos serviços.

Tudo isso leva-nos ao passado, recordando o sonho “do sonhador”, Raul Seixas, que gravou a música “O dia em que a terra parou”: O dia em que a Terra parou foi assim; no dia em que todas as pessoas do planeta inteiro resolveram que ninguém ia sair de casa como que fosse combinado em todo o planeta; naquele dia, ninguém saiu de casa… ninguém!

Não é apenas um dia, conforme o sonho do “sonhador”. Já são meses de agonia em várias nações, a exemplo da China, o epicentro do covid-19. E não sabemos o tempo do fim desse mal que vem varrendo nações, a exemplo da Itália, onde tem acontecido, até agora, o maior número de casos de mortes por metro quadrado.

Outros males mataram e matam muito mais que o coronavírus. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), são pela ordem: cardiopatia isquêmica, acidente vascular cerebral (AVC), doença pulmonar obstrutiva crônica, Infecções das vias respiratórias inferiores, alzheimer e outras demências, câncer de pulmão, traqueia e brônquios, diabetes mellitus, acidentes de trânsito, doenças diarreicas e tuberculose.

No Brasil as doenças do coração e aparelho circulatório, câncer, pneumonia e outras doenças respiratórias, diabetes e outras doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas e doenças do fígado e do aparelho digestivo estão entre os principais causadores de mortes.

Só que o caso do Covid-19 age mais rápido, seu contágio acontece numa velocidade imensurável. Pelo menos foi assim na Itália. No Brasil, segundo o Mistério da Saúde, a tendência é piorar no mês de abril, embora aqui as autoridades (em todos os sentidos) vêm trabalhando há mais tempo no cuidado da população, diferentemente do que ocorreu em outras nações. Pode crescer o número de infetados e de mortes? Pode. Porém, a população está mais consciente e os poderes públicos mais atentos e ágeis no combate do coronavírus.

Assim, vamos acompanhando o trabalho feito em todos os estados e municípios sob a regência do Governo Federal através do atuante Ministério da Saúde.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Gomes Silva
Gomes Silva

* Jornalista, Especialista em Comunicação Educacional-UEPB e pastor da Comunidade Evangélica Pentecostal Expressão de Amor – CEPEA/PB, em Alagoa Grande,

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube