Fechar

logo
logo

Fechar

Parque MacArthur

Benedito Antonio Luciano. Publicado em 9 de dezembro de 2021 às 9:59

A influência da música erudita sobre o rock sinfônico resultou em obras memoráveis gravadas por grupos como Emerson, Lake & Palmer,  Family, Focus, Genesis, Jethro Tull,  King Crimson, Rush, The Beatles, The Moody Blues, The Who, Procol Harum, Renaissance, Som Imaginário, Traffic e Yes.

Dentre os principais compositores que exerceram influência nesse estilo de rock podem ser citados: Johann Sebastian Bach (1685-1750), Antonio Vivaldi (1678-1741), Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), Chopin (1810-1849) e Joseph Maurice Ravel (1875-1937).

No rock sinfônico há predominância dos teclados, ficando as guitarras e baterias como coadjuvantes no ritmo e no acompanhamento harmônico. É nesse contexto que destaco a cantata de vinte e dois minutos composta por Jimmy Webb, cuja parte final, sob o título “MacArthur Park” (Parque MacArthur), foi gravada por ele, em 1967.

Depois, essa parte final, com tempo de duração em média de sete minutos, foi gravada por vários intérpretes, dentre os quais: Richard Harris (1968), Dionne Warwick (1968), Glen Campbell (1969); Andy Williams (1978); Frank Sinatra (1979), Cauby Peixoto (1979); Donna Summer (1979), em ritmo de “discoteca”, empobrecendo sobremaneira o arranjo sofisticado e o andamento rítmico da composição de Jimmy Webb.

O destaque que faço para essa música se prende ao belíssimo arranjo orquestral com variações no andamento e à letra rica em metáforas representativas de sentimentos relativos ao fim de um relacionamento afetivo vivenciado pelo compositor, tendo como cenário o Parque MacArthur, logradouro público localizado no bairro Westlake, em Los Angeles, Estados Unidos.

Observando a partitura, verifica-se que o andamento inicial se dá no compasso 4/4 (quatro por quatro), mediante notas percutidas nas teclas do piano seguidas da entrada dos metais e dos versos da letra, os quais apresento em tradução livre para o português:

“A primavera nunca esperou por nós, garota/Correu um passo à frente/Enquanto seguimos na dança/Entre as páginas separadas/Pressionadas pelo amor quente do ferro febril/Como um par de calças listadas//O Parque MacArthur está se derretendo na escuridão/Todo o doce, verde glacê escorrendo/Alguém deixou o bolo na chuva//Eu acho que não devo pegá-lo/Porque demorou tanto para ser feito/E eu nunca terei essa receita novamente/Oh! Não… //Eu me lembro do vestido de algodão amarelo/Espumando como uma onda no chão/Em torno de seus joelhos//Pássaros como bebês ternos nas suas mãos/E o idoso jogando damas perto das árvores//O Parque MacArthur está se derretendo na escuridão/ Todo o doce, verde glacê escorrendo/Alguém deixou o bolo na chuva. //Eu acho que não devo pegá-lo/Porque demorou tanto para ser feito/E eu nunca mais terei essa receita novamente/Oh! Não…”.

Segue-se um interlúdio orquestral com uma pequena mudança no andamento. Terminado o interlúdio, volta-se à parte cantada:

“Deveria haver outra canção para mim/Para eu cantá-la/Deveria haver outro sonho para mim/Alguém vai trazê-lo/Vou beber o vinho enquanto ele está quente/E nunca vou deixar você me pegar olhando o Sol/E depois de todos os amores de minha vida/Oh! De todos os amores de minha vida/Você continua sendo a única.//Tomarei a minha vida em minhas mãos/E vou usá-la/Ganharei a adoração nos olhos de todos e perderei isto/Terei as coisas que desejo/E minha paixão flui como rios pelo céu/ E depois de todos os amores de minha vida/Oh! Todos os amores de minha vida/Continuarei pensando em você e me perguntando: por que? ”

Segue-se novo interlúdio orquestral, desta vez mais longo, denso e em ritmo mais acelerado. Terminado o interlúdio, volta-se à parte cantada e ao andamento inicial.

“O Parque MacArthur está se derretendo na escuridão/ todo o doce, verde glacê escorrendo/Alguém deixou o bolo na chuva. //Eu acho que não devo pegá-lo/Porque demorou tanto para ser feito/E eu nunca terei essa receita novamente/Oh! Não/Oh! Não”.

“MacArthur Park”, na versão lançada pelo grupo The Four Tops, em 1979, e “In my life”, lançada pelos Beatles, em 1965, estão entre as músicas estrangeiras que, até os dias atuais, mais me tocam à sensibilidade toda vez que as escuto.

Campina Grande, 9 de dezembro de 2021.
[email protected]

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!
Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Benedito Antonio Luciano
Benedito Antonio Luciano

Professor doutor, titular do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube