Fechar

logo

Fechar

Os que atrapalham a eleição

Mário Tourinho. Publicado em 6 de outubro de 2018 às 8:54

Tomemos o caso da eleição para Presidente da República: são treze os candidatos. E o bom senso indica que, a esta altura, por tudo e por qualquer forma que se analise, somente quatro desses candidatos ainda podem alimentar chances de votação que os levem ao 2º turno.

Os outros nove candidatos, conforme pesquisas levadas a efeito por alguns institutos de reconhecida competência técnica nesses estudos estatísticos – e cujos resultados estão bem parecidos – juntos eles somam um percentual que, se não comprometidos com esses candidatos, poderiam muito influenciar na definição da segunda vaga para o 2º turno.

Mais detalhando: – tal como as pesquisas estão apontando, para o 2º turno estariam definidos os nomes de Bolsonaro e Haddad. Entretanto, se esses outros nove candidatos renunciassem às suas candidaturas, consequentemente liberando seus eleitores para votação em qualquer dos demais, tanto Ciro como Alckmin poderiam ameaçar a conquista do 2º lugar e credenciar-se ao 2º turno.

É lastimável, portanto, que pessoas que chegam a candidatar-se ao mais elevado cargo de nossa República não tenham o bom senso de concluírem não existir chance de dessa campanha saírem como vencedores! E o pior é que, como permanecem na campanha incompreensivelmente “sonhando” com uma vitória, atrapalham o processo eleitoral e podem até mudarem as expectativas do próprio eleitorado brasileiro. Explicando melhor: tem candidato que as pesquisas os colocam entre 3º e 4º lugares que, nas simulações de 2º turno, venceria de qualquer dos outros, face aos índices de rejeição registrados contra estes outros.

No entanto, não havendo – como não há – esse bom senso nem mesmo por parte de um Ãlvaro Dias, Marina e nem um Meirelles, poderemos eleger, no 2º turno, um Presidente da República nunca antes eleito com tamanho índice de rejeição.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Mário Tourinho
Mário Tourinho

Administrador, membro da Academia Paraibana de Ciência da Administração (APCA), ex-diretor institucional do Conselho Federal de Administração, ex-presidente do Conselho Regional de Administração, pós-graduado em planejamento operativo, diretor executivo do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de João Pessoa de 1993 a 2016.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube