Fechar

Fechar

Os Dias do Outro

Tibério César Pessoa. Publicado em 29 de setembro de 2017 às 12:48

Por Tibério Cesar Pessoa (*)

Os dias do outro lhe são desconhecidos? Há interesse em saber da vida do outro?

Falávamos em dias passados que ensinam, contribuem e firmam um acordo com o outro do bom, do perfeito e do plausível: Quando meu interesse pela vida do outro vislumbra a redução da tristeza, dos enfrentamentos, das dores, dos males e dos “Demônios” que nos cercam.

Há, porém, razões inconscientes e temperamentais que elaboramos perfeitamente o contrário disto: O contrário do belo, da beleza, da alegria e de todo o bem!

Elaboramos inimigos próprios em nosso pensar e lastimas em nossas atitudes.

Se esperar é alcançar, quero lembrar-lhe um código de ética que um grande filósofo certa vez comentou e instruiu:

“Pai nosso que estás nos céus, perdoa os nossos pecados assim como perdoamos o pecado do outro”.

Pois bem, quais as situações, os contextos pelos quais você teve a oportunidade de Deus lhe perdoar os pecados?

Pecados do mundo profano interno e externo…

O que, qual, como o outro lhe oportunizou melhorar com  Deus e Apagar os seus pecados?

Em qual “Dias do Outro” você pode expurgar os pecados, ganhar a absolvição Divina e comungar com o Pai Celestial?

Em qual momento oportuno você conseguiu evoluir em luz pela oportunidade que o outro lhe deu?

Dantes havia-lhes dito:

Os dias são árduos em compreender!

Seja seu alvo!

Seja seu guia para ser o guia do outro.

Cada um fazendo de si o melhor projeto melhorado da humanidade.

Consolando-se, amando-se, seguindo a luz e aprofundando a felicidade na esperança.

O outro te deu uma oportunidade com Deus: Digo-lhe novamente, ele pecou contigo!

O outro te fez um “Mal Maravilhoso”: Ele te ofertou a oportunidade de você o perdoar e ser perdoado pelo Altíssimo.

Chamam isto de Cristianismo!

Eu chamo de Evolução em Cristo!

Uns o fazem por Religiosidade e enganam-se.

Outros o fazem por Espiritualidade em “Ser Filho do Pai Celestial” e, acertam certamente!

Dizia Ele: “Pai que seja feita a vossa vontade e não a minha”.

Comentava Ele: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem”.

Os dias do outro lhe são desconhecidos? Há interesse em saber da vida do outro?

Este Cristo de lá, pode ser o Cristo Interno que tanto você fala e procura.

Onde encontrá-lo? Na vida do outro! Na sua vida! Na Vida da Humanidade.

Menos mundo e mais Deus, menos ambição e mais luz, menos egoísmo e mais altruísmo, menos pecado nos Registros Divinos: Perdoando!

Quando os dias do outro te derem esta oportunidade, aproveite com todo o coração, com todo o entendimento e com toda a paz: Perdoando!

Pelo que se lê e interpreta-se, certamente uma das “Chaves dos Céus” estará em tuas mãos.

Meu forte abraço de luz meus queridos e minhas queridas.

E quero que saibas: Eu te perdôo sei lá por que, o que sei, e que meus pecados estão perdoados por esta mesma “Medida”; por que também dizia Ele: “Com a medida que julgares, sereis julgados”.

Cristo é um perturbador de luz! Pois te perturba a ser a luz de si e do outro!

(*) PhD em Psicanálise

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Tibério César Pessoa

* PhD em Psicanálise.

falecom@fhc.com.br

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube