Fechar

logo

Fechar

Odeio esse lacinho rosa!

Patrícia Alves. Publicado em 6 de outubro de 2018 às 10:16

Paraíba Online • Odeio esse lacinho rosa!

Não é sobre política, mas bem que poderia ser… afinal… amanhã escolhemos mais um PARLAMENTARISMO para comandar nosso país. Mesmo que a gente não saiba para que cargas d´água sirvam os senadores, mas tudo bem… seguimos…

O que tá na minha alma, que precisa ser compartilhada – para eu não enlouquecer – são esses lacinhos rosas e Instagram roseados dizendo para mulher se cuidar.

Por favor… relata aqui para essa pessoa desacreditada na humanidade, que a sua empresa realmente te libera ”sem cara feia” para você fazer tratamento de saúde? Um check-up que seja?

Voltando ao OUTUBRO ROSA, gente… passa na FAP… escutei um médico dizendo que o mês é só para as mulheres “se tocarem”, mas poderia fazer o ano todo a mamografia… você que não tem plano de saúde já tentou agendar uma? Beleza… em 2020 você pode conseguir!

Ainda… respirando fundo… o toque na mama não é procedente, não detecta nada, você deve fazer pra se conhecer, principalmente depois dos 40, mas vou utilizar um grifo da Sociedade de Oncologia:

“O autoexame das mamas NÃO basta para diagnosticar precocemente o câncer de mama, não apresenta eficácia para a detecção do tumor… O importante é que você saiba o que é normal para você e conheça suas mamas. Fique atenta a qualquer tipo de mudança e fale com seu médico imediatamente frente a qualquer alteração”.

Ou seja, empresários… mulheres… usar Lacinho Vermelho – opa, Rosa – não vai ajudar ninguém a se curar de um câncer de mama, que é o que mais mata mulheres no Brasil, mas se detectado cedo tem grande chance de ser curado.

Então, vamos fazer um acordo, até obriguem elas a usarem o LAÇO ROSA, mas faz uma planilha. Pode ser até assim:

1 – As empresas que oferecem Plano de Saúde – manda o departamento pessoal agendar um ginecologista e mastologista;

2 – As, que não, podem oferecer – libera nossas mulheres, para qualquer dia do ano a procurar o SUS e marcar exames, pelo menos ginecológicos.

E… para ser mais coerente, e não receber uma chuva de críticas, vou mostrar alguns dados sobre porque você tem que cuidar TAMBÉM da saúde da sua trabalhadora:

– Número de lares chefiados por mulheres sobe de 23% para 40% em 20 anos (IPEA);

– Aumenta o número de mulheres na chefia das empresas (IPEA);

– Mulheres ganham menos que homens, e as negras menos que as mulheres brancas (IPEA);

– Casos de AVC em mulheres estão crescendo (SBC);

– Diabetes atinge mais mulheres que os homens (IDF);

– Maior índice de tentativa de suicídio é de mulheres (CVV)

E para não ser chata eu resumiria só com um índice:

– As mulheres trabalham quase 8 horas a mais que os homens (IPEA);

#SororidadeÉNecessidadeParaUmaSociedadeJusta

OBS: Aqui não vale relato de servidores públicos (mesmo sabendo que vocês trabalham – em alguns casos)! E aproveitando, sou sim, totalmente a favor da privatização, porque acho que o Governo deveria realmente priorizar Saúde, Educação e Segurança… o resto, entrega para quem sabe gerir e ficar no papel de recolher impostos. Caso você não entenda esse pensamento, olha sua conta de luz e vê quanto o Estado da Paraíba recolhe de INSS na sua conta da Energisa, sem que o Estado pague um salário milionário a nenhum servidor (eu acho). Ainda, caso não se convença, compara o serviço da Cagepa com o da Energisa (lucro, investimento e retorno social… ou você já viu a Cagepa patrocinando algum projeto cultural ou social?)

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Patrícia Alves
Patrícia Alves

* Jornalista e analista de projetos para captação de recursos públicos.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube