Fechar

logo

Fechar

Médico Rafael Holanda: A justiça é justiça

Rafael Holanda. Publicado em 6 de setembro de 2020 às 11:18

A vida nos mostra que quando você se veste de ódio pelas simples coisas que podem ser perdoados, você cobre a sua alma de tristeza e se perde na intimidade do eu.

Não há um só momento em que o homem não tente se destruir em todos os sentidos quer seja por palavras, atos e ações, pelo simples desejo que buscar o seu ato de predador.

O caminho que nos leva a felicidade está dentro de nós, porém lamentavelmente em decorrência do esquecimento espiritual e a má vontade em capinar as suas ignorâncias, o homem sofre.

Combater as nossas imperfeições sem reconhecer que por trás de tudo isto está a nossa crença faz com que muitos vivam no abandono, em decorrência de não entenderem o principio básico do amor.

Todos necessitam de todos em maior ou menor escala, todos precisam de uma luz para poder se guiar, todos sabem que a sabedoria da vida não se deixa enganar pelos que fazem da vida uma estrada de armadilhas.

O amanhecer sempre apareceu para estimular a serenidade do dia, para mostrar que a chance de atravessar as barreiras impostas pela batalha diária, e levar o homem a ter um sono tranqüilo.

Não há sonhos sem antes de tudo zerar as suas inconveniências, que importunaram pessoas de sua extrema confiança, não há sossego quando o coração se deita com tristeza absoluta.

Eu não entendo porque muitos fazem de sua bela arte a maneira mais absurda de propagar o erro sem antes ter ouvido com paciência a versão de um acusado, e fazer uma reflexão do que de fato aconteceu.

Crucificar alguém com palavras não é menor do que colocar os pregos em suas mãos, palavras são laminas finas que não necessitam de afinação da puder ferir, e nem de alguém par empurrar de ladeira abaixo.

Será que o homem só se satisfaz ao vê o circo pegar fogo? Será que a manchete vende mais pelo sangue ou pelo amor? Tudo isso nós observamos de forma rotineira nos noticiários diários.

Lembre-se que a vida tem a força da lei do retorno, assim com a justiça tem a força da lei, mas diante de um sofrimento sem razão de ser, a pedra da verdade vem com bumerangue e forma violenta atinge a estrada do acusador.

Nada mais salutar do que procurar esclarecer para depois com a serenidade de a verdade publicar, nada mais sublime do que viver por caminhos, onde o agradecer pelas ações torna a palavra à expressão da verdade.

Uma morte de forma violenta vende mais que mil salvações que ocorrem pela mão do homem e pela graça de Deus, uma desgraça imposta em primeira página vende mais do que publicar gestos de bondade.

A grandiosidade da vida é viver de forma que a divisão de risos seja capaz de compor uma gargalhada, e não que um amontoado de lágrimas se transforme em montanha de tristeza.

Não faça de sua voz um arma, não queira que seu coração viva em intenso sofrimento por uma acusação leviana, pois os olhos de Deus observam, as palavras são colocadas no livro do céu e no juízo final se bate o martelo.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Rafael Holanda
Rafael Holanda

* Médico.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube