Fechar

logo

Fechar

Mário Tourinho: Os caminhos do transporte público (II)

Mário Tourinho. Publicado em 25 de dezembro de 2019 às 11:00

Em tempo natalino também cabe que nos reportemos a um assunto como o indicado no título destes escritos, embora dele nesta data estejamos tratando (em vez deixa-lo para “depois”) porque um de nossos leitores, em encontro recente, perguntou: – “Quando vai sair a parte II do artigo sobre os caminhos do transporte público?”. Claro que respondemos que “de imediato”, razão pela qual aqui está a sequência do que escrevêramos anteriormente e, de igual modo, porque a melhoria efetiva dos serviços de transporte coletivo corresponde a outra forma de empresas e governos expressarem “bom natal” e “feliz ano novo” à população a que servem. Tratemos, pois, da conclusão deste assunto.

Para que os caminhos do transporte público proporcionem condições de sustentabilidade às empresas que o operam, os governos, dentro de suas áreas de competência, precisam bem fiscalizar essa atividade, não só em relação às operadoras para esse fim legalizadas e devidamente autorizadas, mas, sobretudo, coibindo o chamado “transporte clandestino”, afrontosamente realizado – portando nada às escondidas – sem qualquer preocupação com os órgãos fiscalizadores.

Além disso, os governos, reconhecendo que o transporte público é o meio de deslocamento da grande maioria da população, têm que se empenhar para proporcionar uma tarifa módica, ou seja, dela excluindo os pesos tributários que fazem os passageiros reclamar e imaginá-los como “lucros das empresas” operadoras. Em outras palavras: precisam fazer o que Fortaleza já faz. Lá, a Prefeitura não cobra os 5% que sobrecarregam a tarifa daqui (quase 20 centavos a mais); lá, o ISS é 0%. Lá o Governo do Estado só cobra 8,5% de ICMS (que já foi de 25%) sobre o combustível consumido pelas empresas de transporte coletivo. E isto implica em uma redução de mais uns 20 centavos no valor tarifário. Eis, portanto, um dos caminhos!

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Mário Tourinho
Mário Tourinho

Administrador, membro da Academia Paraibana de Ciência da Administração (APCA), ex-diretor institucional do Conselho Federal de Administração, ex-presidente do Conselho Regional de Administração, pós-graduado em planejamento operativo, diretor executivo do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de João Pessoa de 1993 a 2016.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube