Fechar

Fechar

Livros na Alemanha

Alexandre Moura. Publicado em 4 de novembro de 2016 às 21:35

Trinta editoras brasileiras participaram, recentemente, da “68ª Feira do Livro de Frankfurt”, Alemanha. As empresas fazem parte do “Brazilian Publishers” projeto que incentiva às exportações de livros da CBL – Câmara Brasileira do Livro e que conta com o apoio da APEX-Brasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos.

No evento da Alemanha, as editoras nacionais comercializaram cerca de 620 mil dólares em exportações de direitos autorais e de livros físicos, superando a participação de 2015, onde foram obtidos 550 mil dólares, em vendas. Um crescimento de 24%. Os compradores das obras brasileiras são provenientes, da França, Estados Unidos, Chile, Argentina, Alemanha, Colômbia, México, Portugal e Peru.

Tráfego de Dados

Um estudo realizado pela empresa de consultoria empresarial “Zenith” mostra que “em 2017 os dispositivos moveis (leia-se, principalmente, smartphones) irão representar cerca de 80% de todo o tráfego de Internet no mundo”.

Para se ter uma ideia do crescimento do trafego na rede utilizando-se dispositivos móveis nos últimos anos, em 2012 este percentual era de 40%. Um dos motivos desta “explosão” é o “barateamento” dos aparelhos celulares “inteligentes” que vem propiciando o acesso a este tipo de equipamento por consumidores de menor poder aquisitivo, em vários países.

Outro ponto facilitador é o rápido crescimento na disponibilização, em nível mundial, do acesso a Internet sem fio (“Wi Fi”). Isso vem causando impacto na forma das pessoas se comunicarem, nos negócios, na educação e certamente, na maneira de se fazer jornalismo. Quem não se adaptar e entender esta revolução vai desaparecer do mercado.

Acelerando “Startups”

A empresa “Liga Ventures”, especializada em “acelerar” o crescimento de “startups” (empresas iniciantes), através da geração de oportunidades de negócios entre este tipo de empresa e grandes corporações, criou recentemente a “Liga AutoTech”, voltada para  “prospectar, selecionar e acelerar startups em conjunto com grandes empresas dos setores de mobilidade, transporte, logística e automobilístico”.

A primeira a aderir ao programa é a Mercedes-Benz do Brasil. Os interessados em participar devem ficar atentos a abertura da chamada para o “1° ciclo de aceleração da Liga AutoTech”, previsto para Janeiro de 2017. Mais informações no site http://liga.ventures/autotech.

Primeira

O Município de Croatá, no Ceará deve ser a primeira “cidade inteligente dedicada à população de baixa renda do mundo”. Denominada de “Laguna Ecopark”, a “cidade inteligente” fica distante 55 quilômetros de Fortaleza, terá, quando concluída, 330 hectares de área utilizável, com casas, escolas, parques e toda infraestrutura necessária para propiciar uma boa qualidade de vida aos moradores.

Os investimentos são da ordem de 18 milhões de euros que estão sendo investidos por sete empresas lideradas por um “startup” italiana. O objetivo é disponibilizar, aos moradores, tecnologia e recursos em três principais áreas: segurança, energia e inclusão social.

A primeira fase da “Laguna Ecopark” deve ser entregue até dezembro deste ano.

Por: Alexandre J. Beltrão Moura 

 

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Alexandre Moura

Engenheiro Eletrônico, MBA em Software Business e Comércio Eletrônico, Diretor da Light Infocon Tecnologia S/A e Presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado da Paraíba.

falecom@fhc.com.br

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube