Fechar

logo

Fechar

Jurani Clementino: Viagem-vacina

Jurani Clementino. Publicado em 20 de janeiro de 2021 às 11:08

Escrevi um texto com os nomes de todas as pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra a COVID-19 em todos os estados brasileiros. E, claro, tinha que ter os pioneiros em duas cidades do meu coração: Várzea Alegre (CE) e Campina Grande (PB). Espero que gostem.

Depois daquela rasteira
Que o presidente levou
São Paulo iniciou
A vacinação aqui
O sonho de dona Sônia
Realizado domingo
De dor não sentiu um pingo
Só teve alegria ali

E a coisa se espraiou
Foi parar no Piauí
Lá vacinaram Joaquim
Lucimar no Paraná
No Amazonas foi Wanda
E a Shirley no Pará

No Acre seu Marcelino
A Katia no Amapá
Pras banda do litorá
Em Sergipe outra Sônia
Em Roraima uma indígena
Com nome de Iolanda

No Rio foi Terezinha
Bem aos pés do redentor
Pernambuco começou
Vacinando a Perpétua
Na Bahia foi Angélica
Silvana no Ceará
Vindo pras bandas de cá
Dona Marta em Alagoas
E outra notícia boa
Foi ali na capitá
Dona Marineide Gouveia
Foi aqui na Paraíba
A primeira a se imunizar

Luiza no Mato Grosso
Egle Martins em Goiás
Ali nas Minas Gerais
Mais uma dona Maria
Lá em Santa Catarina
Júlio César Vasconcellos
Vacina em tudo que é canto
Pras bandas do Tocantins
Foi Edileuza dos Santos

No Distrito Federal
Vacinaram dona Lídia
E lá no Espírito Santo
Teve outra Iolanda
Outra Egle no Maranhão
No Mato Grosso do Sul
Imunizaram Domingas
Ela que é uma Índia
Com mais de noventa anos

E agora os dois extremos
De um país continental
No Rio Grande do Norte
Lá pras bandas de Natal
Tem gente furando fila
O prefeito quer ser o primeiro
Mas não tem o nome na lista

No Rio Grande do Sul
Vacinaram dona Aline
E só pra finalizar
Essa viagem-vacina
Vou citar os pioneiros
Em Várzea Alegre e Campina
Aqui foi o Joseildo
Por tudo que ele fez
E na minha rajalegre
A enfermeira Inês

Joseildo da Silva, 33 anos, a primeira pessoa imunizada aqui em Campina Grande, é técnico de enfermagem, atua desde o início da pandemia atendendo pacientes infectados pela covid-19 aqui na cidade. A história dele ganhou destaque nacional quando, no mês de maio do ano passado, ele confessou numa rede social que dormia no terraço de casa para evitar infectar a mãe idosa, já que a casa era pequena (hoje já passou por reforma com a ajuda de doações recebidas por vaquinha online). Praticamente todas as pessoas citadas nesse texto/poesia/poema são enfermeiros, técnicos de enfermagem, pessoas da saúde que estão na linha de frente contra a COVID-19. Merecem nossa gratidão, nosso respeito e nossos aplausos.

Jurani Clementino – Campina Grande 18 de janeiro de 2021

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Jurani Clementino
Jurani Clementino

Jornalista, Doutor em Ciências Sociais, Escritor e Professor Universitário. Autor de: Forró no Sítio (Crônicas, 2018) e Zé Clementino: o ´matuto que devolveu o trono ao rei. (biografia, 2013).

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube