Fechar

Fechar

Humildade do prefeito Romero

José Morais Lucas. Publicado em 21 de outubro de 2016 às 21:16

Por José Morais Lucas

 

Muita humildade do prefeito reeleito Romero Rodrigues, ao declarar na imprensa que na campanha de 2.018 será um mero colaborador. Quem acompanha a sua brilhante e crescente carreira política não pode concordar com esta afirmação.

Vereador, deputado estadual, deputado federal e prefeito de Campina Grande, sempre com votação crescente, sem nunca ter sofrido uma derrota. Estreou na política em 1.992 como candidato a vereador,quando conquistou a sua primeira vitória, pois, foi eleito com 1.413 votos. Reeleito para a Câmara Municipal de Campina Grande em 1.996 com 3.362 votos, superando em mais de 100% a votação anterior. Quatro anos depois, no ano 2.000, conquistou o seu terceiro mandato quando obteve 4.541 votos e finalmente veio a eleição de 2.004, quando Romero conquistou o seu quarto mandato com 8.117 sufrágios, maior votação alcançada até hoje para vereador no município de Campina Grande.

Exercendo o mandato de vereador por 14 anos, Romero foi três vezes eleito presidente da Câmara Municipal “Casa de Felix Araújo”, tendo assumido interinamente o cargo de prefeito por diversas vezes. A sua destacada atuação como legislador, fez com que ele conquistasse o título de “vereador do ano” em várias oportunidades.

Depois destas crescentes votações, o passo seguinte de Romero foi conquistar uma vaga de deputado estadual na Assembléia Legislativa da Paraíba na eleição de 2.006 com 38.014 votos, sendo o mais votado em Campina Grande com 23.287 sufrágios. Com a candidatura do então deputado federal Rômulo Gouveia, do seu grupo político, para vice-governador em 2.010 e com a aquiescência de Cássio Cunha Lima, naquele momento candidato eleito para o Senado, surgiu a oportunidade que Romero esperava, ser candidato a deputado federal. Não deu outra, pois Romero Rodrigues se elegeu para a Câmara dos Deputados com 95.293 votos, dos quais 47.638 em Campina Grande, onde foi novamente o mais votado; Esta liderança conquistada nas urnas para o legislativo estadual e posteriormente federal, lhe deu ânimo para concorrer à Prefeitur a do município em 2.012, logicamente com o apoio de todo o grupo Cunha Lima.

Tarefa difícil, pois o grupo Vital do Rêgo havia ganho as duas últimas eleições para prefeito, com o nome de Veneziano, que não poderia disputar pela terceira vez, mas achava que elegeria o sucessor. Veneziano indicou como candidata a médica Tatiana Medeiros, sua ex-Secretária de Saúde, que perdeu o pleito.

Nesta eleição, Romero foi o primeiro colocado no primeiro turno com 97.659 votos, mas teve que ir ao segundo turno com Tatiana, ganhando novamente quando alcançou 130.106 votos. Foi candidato à reeleição em 2.016, disputando com vários candidatos, inclusive com o nome mais forte da oposição municipal – Veneziano Vital do Rêgo Neto, porém, desta vez foi mais fácil do que na eleição anterior, pois, Romero conquistou o mandato logo no primeiro turno, quando obteve 138.996 votos, ou seja, 62,85% dos votos válidos para prefeito.

Aqui relembrando que Romero nunca perdeu uma eleição, tendo a sua votação sempre aumentada de um pleito para outro. Veja a evolução dos resultados de eleição para eleição: 1.413 votos (vereador), 3.362 votos (vereador), 4.541 votos (vereador), 8.117 votos (vereador), 38.014 votos (deputado estadual), 95.293 voto (deputado federal), 97.659 votos (prefeito no primeiro turno), 130.106 votos (prefeito no segundo turno) e finalmente 138.996 votos, prefeito no turno único na última eleição.

A imprensa já cogita o seu nome para o pleito de 2018 como candidato a vice-governador ou até mesmo para governador, porém, logicamente ele não confirma, dizendo-se um mero colaborador do seu partido neste futuro pleito. Porém, os números citados acima mostram uma realidade diferente, coincidindo com a especulação dos colunistas da política paraibana.

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

José Morais Lucas

* Médico, historiador, membro da Academia de Letras de Campina Grande, membro fundador do Instituto Histórico de Campina Grande e do Instituto Histórico e Geográfico do Cariri Paraibano.

[email protected]

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube