...

Campina Grande - PB

“HIVE”

15/12/2017 às 17:08

Fonte: Da Redação

Foto: Paraibaonline

“HIVE”

 “Este é o nome de um aplicativo (app) para Smartphone, lançado pela ONG ”Amigos da Vida” (www.amigos.org.br), sediada em Brasília, Distrito Federal.

A “Amigos da Vida” é reconhecida nacionalmente pelo apoio e defesa de pessoas que convivem com o HIV/AIDS.

A ideia, por sinal excelente, é “sensibilizar e divulgar informações de tratamento e prevenção, acerca das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), HIV, AIDS e hepatites virais, tirando dúvidas de adolescentes, jovens e adultos”.

O “HIVE” facilita o “contato entre as pessoas, levando conhecimento como forma de interação sem distinção de cor, credo, raça e status sorológico”. Auxiliando assim na prevenção das ISTs.

Bom Sinal

Mais um bom sinal que a economia brasileira está voltando a crescer. Segundo dados da ABECS, entidade que representa o setor de meios eletrônicos de pagamento, as “compras com cartões de crédito e débito, voltaram a crescer em ritmo mais acelerado e somaram R$ 308 bilhões no 3º trimestre deste ano”.

Um crescimento de 9% em comparação com o 3º trimestre do ano passado. Destes R$ 308 bilhões, R$ 120 bilhões tiveram origem em “cartões de debito” (que, percentualmente, tiveram crescimento maior) e os restantes R$ 188 bilhões, foram gastos nos “cartões de credito”.

Nos meses de julho, agosto e setembro, foram realizadas 3,4 bilhões de transações com os dois tipos de cartões, uma alta de 8,5% em relação ao mesmo período de 2016.

Também houve aumento no uso de cartões no exterior, com 26,7% a mais de gastos no período, o que representou R$ 7,5 bilhões.

Ainda “Black Friday”

Por falar em aumento de consumo, mais dados, referentes à última “Black Friday”, foram divulgados pela loja de e-commerce (comercio eletrônico) “Netshoes”.

Segundo executivos da empresa, “65% das compras realizadas, durante a Black Friday 2017 e no sábado e domingo subsequentes, foram via smartphone”. Como comparação, em 2016 este percentual foi de 50% das vendas totais.

Outros números interessantes divulgados pela Netshoes: Foram processados 100 mil pedidos na sexta-feira da promoção (quase três vezes mais que um dia normal, quando são recebidos 35 mil pedidos); os consumidores eram em sua grande maioria, da faixa etária entre 25 e 35 anos e realizaram suas compras entre meia-noite e 3h da manhã da sexta-feira.

“Síndrome WhatsAppinite

Este é o nome de uma nova “doença” que vem crescendo, em nível mundial. Como o nome sugere, trata-se de uma enfermidade causada pelo uso excessivo de celular e acarreta “tendinites e problemas nos ombros”.

Para os especialistas “digitar em um smartphone, por exemplo, é uma atividade perigosa para saúde musculoesquelética devido às posturas incorretas que a pessoa adota, além dos movimentos repetitivos, principalmente feitos com o dedo polegar” e isso causa lesões nos dedos, mãos e punhos.

Os ombros também são afetados “pelo esforço de manter o celular próximo aos olhos”. O nome “Síndrome WhatsAppinite”, foi utilizado pela primeira vez em um artigo publicado no jornal médico da Inglaterra, The Lancet, em 2014.

O artigo descrevia lesões causadas pela “repetição dos movimentos, pela digitação no celular, que sobrecarrega o tendão que flexiona e que estende o polegar”, causando inflamação no mesmo.

Alexandre Moura é Engenheiro Eletrônico, MBA em Software Business e Comércio Eletrônico, Chairman da Light Infocon Tecnologia S/A e VP da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado da Paraíba.

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons