Fechar

logo

Fechar

Estevam Fernandes: Perdas e Ganhos!

Estevam Fernandes. Publicado em 5 de abril de 2020 às 19:00

Um dos maiores desafios que enfrentamos na vida é como devemos lidar com as tragédias que nos acontecem. Precisamos entender que a vida tem o seu lado escuro. O problema é que nunca imaginamos que o infortúnio venha a bater à nossa porta.

Temos uma certa sensação de invulnerabilidade. Ocorre que não há uma só pessoa sequer que não passe por experiências amargas e que, algum dia, não atravesse desertos emocionais.

Essa sensação de invulnerabilidade é fruto, muitas vezes, de uma educação religiosa superficial, que acaba criando em nós uma idéia distorcida sobre Deus. A fé não confere imunidade ao sofrimento. Somos seres plenamente humanos, e não “parlamentares” da existência.

Por isso mesmo, a verdadeira arte de viver não consiste em fugir dos sofrimentos da vida, mas, principalmente, no destino que vamos dar aos sofrimentos. Como lidar com eles? E com os sentimentos que eles produzem em nós?

As maiores tragédias ocorrem dentro de nós e nunca fora de nós! Armazenar na alma sentimentos e emoções destrutivas, face às circunstancias adversas que nos circundam, em nada favorece o rumo das coisas.

Antes, pelo contrário, fazem muito mal, na medida em que transformam o coração num depósito de lixo emocional, cheio de impurezas e resíduos tóxicos que asfixiam a alma, adoecem o corpo e aprisionam o espírito.

Eis aqui, então, duas atitudes positivas que podemos tomar diante das tragédias:

Primeiro: Não nos deixemos dominar pelos pensamentos negativos. O que nós pensamos determina o que nós sentimos. Os nossos sentimentos formam os conteúdos da nossa memória, ou seja, pensamentos negativos produzem sentimentos mesquinhos que alimentam na memória os aspectos negativos das experiências.

A consequência disso é uma pessoa cheia de revolta no coração, sem vontade de viver e com a alma prisioneira das lembranças trágicas. Torna-se um ser doente na sua alma prisioneiro de si mesmo.

Em segundo lugar, podemos transformar as tragédias em sementes de vitória e de profundas mudanças em nossa vida, quando, a partir delas, passamos a reavaliar nossa existência, nossos valores, nossa família, nossa noção de tempo, nossa fé. Sentimentos bons são revividos; a vida é repensada em seu todo e, no fim do túnel, surge uma luz de vida e a possibilidade de sonhar outra vez.

Com muita propriedade, Jesus nos advertiu: “no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; Eu venci o mundo”. Nossa existência será sempre alternada por alegria e dor. A ilusão de viver sem problemas implicará, sempre, em grande desilusão. Nunca faltarão espinhos em nossa caminhada; todavia, flores também não hão faltar!

Nossa vida é a história das decisões que tomamos ao longo da existência. Somos parceiros de Deus na construção desta trajetória. Quem confia Nele, assume, desde agora, a condição de vitorioso. Por isso mesmo, ainda há tempo para reverter aquilo que parece perdido. É possível, ainda, subverter o caos que se apresenta como destino.

A melhor decisão que alguém deve tomar em meio às circunstâncias negativas, é a de continuar vivendo. A vida somente acaba para os fracos e pessimistas. É preciso tomar uma decisão corajosa em prol da esperança.

Vencer é também uma decisão! Nenhuma crise dura para sempre. Tudo passa, inclusive as nuvens densas que às vezes pairam sobre nós. Por isso mesmo, precisamos continuar lutando, sonhando e olhando sempre para frente. Deus peleja por nós!

Precisamos aprender a lidar com trágico, com a dor imprevisível e com as perdas, pois, quer queiramos ou não, a vida tem destas coisas. O importante é seguir vivendo, com a força da fé e a bênção de Deus.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Estevam Fernandes
Estevam Fernandes

Sociólogo, filósofo e pastor da 1ª Igreja Batista de João Pessoa.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube