Fechar

logo
logo

Fechar

Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 5 de setembro de 2021 às 7:38

50 Anos! Cinquentão o “JORNAL DA PARAÍBA”.

Ao lembrá-lo, meu olhar percorre algumas dimensões.

De pronto, evoco o empreendedorismo do seu inesquecível criador: José Carlos Silva Júnior. Perfil do elemento fundante e fundador.

Seguiram-se as páginas diárias de um veículo independente, primando por um noticiário idôneo e ética inquestionável.

Por décadas, mereci a alegria de publicar nele minhas “TESSITURAS”.

Agora é só lamentar sua falta e sabê-lo componente da História da excelente Imprensa paraibana.

E que se louve a ação legitimada do Jornalista Carlos Siqueira.

DO MEU QUERIDO AMIGO MÉDICO

“A nossa existência é uma vasta enciclopédia em que Deus nos observa, para que possamos lavar os venenos de culpa e enxugar cada ato com a toalha do perdão.

E com isso o mal será esquecido e a estrada escura se torna uma luminosidade perfeita.

Pense nisso.” RAFAEL HOLANDA

Caro Dr. Rafael: aprendi com o senhor a “pensar nisso”. Sinto-me mais feliz.

Aliás suas mensagens escritas no celular deveriam ter sido transformadas em livro, como tantas vezes o aconselhei.

Aliás essas mensagens são muito mais que textos discursivos, vez que retratam seu próprio modus vivendo. O bom esposo, bom pai, maravilhoso amigo. Um amigão consagrado por Deus. E também por nossa Campina Grande!

Que dizer do médico? Que transformou o difícil no fácil? Claro, sim! A competência científica. A humildade do sacerdócio. A integral e despojada dedicação aos grandes e aos pequenos.

Permanecerá o senhor, querido Dr. Rafael, como precioso exemplário para a coletividade.

Para mim.

Para os meus.

Para todos que tiveram o imenso prazer de sua convivência.

No momento em que o senhor é convocado pela GLÓRIA ETERNA não esqueça de rezar por mim. E pela Humanidade.

A Paz de Cristo, Dr. Rafael!

ABRAÇOS

Quando penso em Dr. Rafael, penso em meus costumeiros abraços. Eles vão hoje para Leda e Bébé Figueiredo; Cida Pinto; Dr. Tadeu Vitorino e esposa; Lucie Mayer Motta; Dadá Gadelha; Linalda Arruda Melo; André Cananéa; Aluizio e Marilena (Divina Culinária); Eduardo Amorim.

AO MEU LEITOR

A partir da memória suprime-se o ego e encontra-se a alteridade.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube