Fechar

logo

Fechar

Elizabeth Marinheiro: Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 4 de abril de 2021 às 7:50

Sino de Belém,

Sino da Paixão…

               

Sino de Belém

Sino da Paixão…

 

Sino do Bonfim!…

Sino do Bonfim…

*** *** *** *** ***

Sino de Belém, como soa bem!

Sino de Belém bate bem-bem-bem” MANUEL BANDEIRA (Obra completa. p.188)

 

PASSAGEM

É Páscoa!

Mas, os sinos estão calados

Outros sinos instalam baladas

em nossos corações.

Não são baladas pandemônicas

e sim de esperanças.

A esperança alimenta belezas.

Belo é o coração aberto

Partilha

Belo é o piu-piu dos pássaros

recém-nascidos no jardim.

Beleza na proteção aos animais

abandonados.

Beleza na dedicação das equipes de saúde

tentando vida para condenados.

(Não há beleza em que alimenta a condenação…)

Belo é o pingo da chuva na vidraça.

Belo é o texto de Clarice

de João Amaral

de Rafael Holanda

de José Mário S. Branco

de Goretti Ribeiro

A beleza é agro

É a lealdade dos amigos, das amigas

É o desejo da violeta

que se esconde entre folhas…

É o botão-flor

É o açude matando a sede

É Páscoa!

É Passagem

É Mudança

É não exumar fariseus…

A Páscoa é querer ser, cada dia, melhor.

 

AO MEU LEITOR

Que de harpas e flautas seja o nosso cotidiano.

ABRAÇOS

São meus votos de alegria e felicidade para meus familiares, agregados, amigas e amigos.

Sim, é a Beleza da Ressurreição!

Bem, bem, bem. São os SINOS PASCAIS.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube