Fechar

logo

Fechar

Elizabeth Marinheiro: Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 11 de outubro de 2020 às 8:41

Não pretendo fazer distinções entre Crônica e Ensaio. Ao de leve tocarei no assunto.

A Crônica pode acolher o circunstancial e um pouco do folhetim. O instante e o poético. O deboche e o coloquial. Enfim, é inquestionável a ambiguidade da Crônica.

Em “O exercício da crônica, Vinícius de Moraes ensina: “Escrever prosa é uma arte ingrata. Eu digo prosa fiada, como faz o cronista; não a prosa de um ficcionista, na qual este é levado meio a tapas pelos personagens e situações que, azar dele, criou porque quis. Com um prosador do cotidiano, a coisa fia mais fino”.

Pois bem, é o cotidiano a principal característica da crônica. Claro não nego que ela pode sublinhar o poético, o sentir humano, vida/morte. Pode trazer o verossímil e o inverossímil e até a velocidade dos jornais. Se vai envelhecer ou se vai permanecer atual dependerá de suas literariedade, implícita ou explicita.

Já o Ensaio requer um saber mais sóbrio sem ignorar o prazer do texto. Deve aliar ciência e poesia. A linguagem do outro e a invenção de uma linguagem própria.

De acordo com Jean Starobinski, o Ensaio lê o mundo e exige a simultaneidade de hermenêutica e audácia. E continua defendendo a resposta precisa que as obras e os fatos enviam a nossas perguntas, com clareza e beleza de linguagem. “Deve soltar as amarras e, por sua vez, ser ele mesmo uma obra, a partir de sua própria e trêmula autoridade”.

Quem está trêmula sou eu…

Nesta “tremulagem” meu ao de leve lembrou-se de dois escritores: Eduardo Portela com seus magistrais Ensaios sobre a Crônica. Magistrais estudos! E Clarice Lispector no momento em que Olavo Lins insinuou ser Clarice imitadora de Virgínia Woolf. Clarice reagiu: “Guardadas as proporções, acho que temos em comum certo preciosismo, mas a comparação me dói, porque sinto que ela queria uma coisa que atingiu plenamente, e que eu quero uma coisa completamente diferente e que não atingi”. (in “A Escritura de Clarice Lispector”. Olga de Sá, 1979, p. 165).

Eis a comprovada modéstia de Clarice, com quem tive a felicidade de conviver, no Rio de Janeiro (Leme).

Eis também a dificuldade que mantenho ao trabalhar com Literatura!

FACMA

Sob a competente direção de Erick Brito e Marly Gonçalves, a FACMA continua enfrentando dificuldades.

Faltam-lhe vigilantes, voluntários, a mesa de iluminação e outros objetos.

Gostaria que Erick e o Sr. Marly fizessem uma campanha no sentido de formar uma equipe de VOLUNTÁRIOS(AS), a fim de podermos realizar as Solenidades referentes ao CINQUENTENÁRIO, tão desejado, da mais antiga Instituição Artístico-Cultural de Campina Grande.

Daqui, de minha solitária Guabiraba, apelo para o Prefeito Romero Rodrigues, Bruno Cunha Lima, Fábio Cruz (UNICRED), CELINO NETO, EDUARDO AMORIM, Bebé Mesquita e para todos os campinenses de coração para que se possa realizar o 50 ANOS DA FACMA. Inclusive, o Escritor/Imortal IGNÁCIO L. BRANDÃO continua aguardando o bilhete aéreo.

Por sinal, soube, recentemente, que certa Associação da terrinha foi traída por uma funcionária que a roubou, porém um grupo de amigos juntou-se e pagou a dívida deixada pela “ladra”… Que gesto generoso!

Lutemos, juntos, pela FACMA, cujo hino é da Hinógrafa Vincentina Vital do Rego e música do Maestro Capiba, ambos de inesquecível memória histórica.

DEUS É MAIOR!

ABRAÇOS

Muito fortes para Berenice Lopes, Argentina Brasileiro, Elvira/Buega Gadelha, Vanderley Brito, Vaninha Leal, Joana (instituto de beleza) Jacy Cruz, Arimateia Souza, Maysa Gadelha, Zélia Vasconcelos, Lamir Motta Filho e Aurinha Borges da Fonseca.

AO MEU LEITOR

Nunca deixemos de sonhar!

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube