Fechar

logo

Fechar

Elizabeth Marinheiro: Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 21 de junho de 2020 às 7:43

        Estarei lá

        Estarei lá para

        protestar contra

        o cultivo das bombas e dos mísseis

        Estarei lá

        para condenar as amorais

        negociações entre nações

        Estarei lá para denunciar

        a pandemia transformada

        em indústria

        Estarei lá

        para combater

        emulação, fanatismo e farisaismo

        Estarei lá para

        denunciar a ambição

        que protege “cachorros grandes”

        e penaliza “cachorros pequenos”

        Estarei lá

        para suplicar Justiça

        aos que lhes são indiferentes

        Estarei lá

        a fim de pedir assistência

        aos moradores de rua

        aos abandonados em hospitais

        postos de saúde

        a aos animais desprezados

        Estarei lá

        e pedirei o fim da fome e da miséria

        Estarei lá

        suplicando lealdade, solidariedade

        e querer o Bem

        Estarei lá

        evocando os prejuízos

        causados à FACMA

        e clamando recursos

        para que se possa

        realizar a eleição

        da nova Diretoria

        Não, não vou pra Pasárgada

        Irei em busca do Não-Lugar…

        E que Deus nos abençoe

        Ao mundo inteiro

GRATIDÃO

Um termo desaparecendo dos dicionários da vida. Lamentável, porque mutila a condição humana.

Um beijo. O abraço. O perdão. As desculpas. Um telefonema. Uma lembrancinha, enfim tudo conota amor ao próximo.

Porém, a Gratidão também remete aos grandes e pequenos gestos. Sistematicamente, diremos lindos gestos de pessoas que desejam, realmente, a retomada da grandeza artistíco-cultural desta cidade: Sr. Marly Gonçalves; Sra. Giovanna S. Leal; Dr. Buega Gadelha/FIEP; Profa. Lucie M. Motta; Profa. Salete Matias; Profa. Ninfa Macedo; Dra. Bibí Cabral; Sra. Laudicéia Aguiar; Empresária Mônica Mangueira; Sr. Sidney, Dona Galeana, Claudinha, Sr. Cirilo, nossos(as) agregados(as); Claudia Nascimento(considero-a prima); Sra. Sinaida Branco e outros que irão surgindo.

Deus irá proteger todas estas boas Criaturas. E esta lista irá continuar.

HOMENAGEANDO

Em homenagem às amigas e aos amigos citados acima, dedico-lhes este poema:

Nas ondas da praia

Nas ondas do mar

Quero ser feliz

Quero me alegrar

 

Nas ondas da praia

Quem vem me beijar?

Quero a estrela-d’alva

Rainha do mar

 

Quero ser feliz

Nas ondas do mar

Quero esquecer tudo

Quero descansar

MANUEL BANDEIRA (in Obra Completa, p.230).

AO MEU LEITOR

Que a estrela-d’alva da cantiga banderiana ilumine os caminhos de todos  os leitores. Assim Seja!

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube