Fechar

logo

Fechar

Elizabeth Marinheiro: Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 3 de maio de 2020 às 8:50

Maio! Mês de Nossa Senhora de Fátima!

Lembro-me bem que num treze de maio perdi-me em FÁTIMA. Multidão de devotos. Não encontrei o ônibus/turismo que me levava. Caí no pranto. Fui vista por um casal que passava. Narrei-lhe minha situação. Perguntaram-me se aceitava voltar pra Lisboa na mala do carro, que já não tinha espaço. Aceitei de pronto.

Até hoje peço a Deus pela felicidade daquele generoso casal.

Maio! Maio diferente! Mas, Nossa Senhora de Fátima continuará abençoando o mundo. Campina Grande é partícula do mundo!

Campina Grande!

            Cidade triste

            Cidade gris

            Cidade com trânsito enfermo

            Cidade vivendo escuridão

            Cidade das lojas fechadas

            Cidade das pessoas aprisionadas

            Chora o Açude Velho

            Silenciam os Três Pandeiros

            Universidades sem aulas

            Escolas cerradas

            Parques sem o verde amado

            Os transportes ignoram os pobres

            (os pobres estão sofrendo mais)

            Médicos fecham portas

            A Justiça pratica o silêncio

            Não se recebe

            Nem se é recebido

            Clima dantesco

            Informações contraditórias…

            Atmosfera apocalíptica

            São João sem carneirinho

            Proibida a Eucaristia

            Sol vulnerável

            Chuvas desabando

            “Olha pro céu meu amor”

            Veja como ele está feio

            Estrelas desejam desaparecer

            Moradores das ruas pedem socorro

            Doentes abandonados em hospitais, postos de saúde

            Máscaras de saúde, fabrico de costureiras

            Alcoolgel falsificado

            Remédios-dólar

            Araucárias sem sombra

            Craveiro não dá a rosa

            “…o crepúsculo, triste sorriso de martir”

            Mas, a aurora já vem vindo

            E cantam os TROPEIROS DA BORBOREMA.

 ABRAÇOS

Minha saudade manda os abraços para Ninfa Macedo, Erich Brito, Salete Matias, Aurinha B. da Fonseca, Creusolita Agra, Jerusa Soares, Adnalva Macena, Valéria Xavier, Maysa Gadelha, Lourdinha Ramalho, Sinaida Branco, Célia Farias, Ida Steinmuller, Bêri Pedrosa, Mércia Gouveia, Mª Ângela Galdino, Políbio Alves, Nestor Rolim, Albanita Guerra, Zélia Vasconcelos e Marilena (Divina Culinária).

AO MEU LEITOR

Fé e Esperança.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]br

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube