Fechar

logo

Fechar

Deus sonha conosco um mundo novo

Dom Delson. Publicado em 27 de setembro de 2018 às 7:55

A Igreja, em sua missão multissecular entre os homens, esforça-se em propor uma mensagem realística e concreta que sempre nos coloque diante da garantia dos direitos que salvaguardam a dignidade da pessoa humana. A luta por terra, direito e pão não é um apêndice na missão evangelizadora da Igreja no mundo. Não se trata de uma frase de efeito, pois as páginas da Bíblia nos motivam a nos colocar diante desses direitos cotidianos das sociedades humanas. O amor a Deus passa necessariamente pelo amor aos homens, toda piedade deve levar-nos à atenção com os nossos irmãos.

O atual momento político encontra-se polarizado e confuso, mas não podemos desanimar, devemos continuar a ser a Igreja que prega a esperança, buscando sempre ser uma voz que lembra efetivamente os direitos fundamentais. Vale ressaltar, que a voz que grita tais direitos deve preterir motivações interesseiras e ideológicas. A Igreja nunca deve partidarizar-se, ela deve ser livre. O anúncio proposto pela Igreja fala sempre de Jesus Cristo, fala sempre do cuidado irrenunciável da vida, em todas as suas etapas. Ele é o modelo na busca de uma sociedade marcada pela justiça e direito.

O nosso testemunho de cristãos não pode se isentar da construção de uma sociedade mais justa e pautada na garantia dos direitos para todos, devemos confiar no sadio progresso humano e lutar até o fim. Quando contemplamos a realidade que nos rodeia tendemos ao fatalismo e pessimismo, mas “o nosso Deus não está inerte, permito-me dizer que nosso Deus é um sonhador, que sonha a transformação do mundo e a realizou no mistério da Ressurreição” (Papa Francisco). O exercício da fé nos garante que Deus, além de sonhar um mundo novo conosco, não desiste de começar seu reino entre nós. Ele caminha conosco, faz-Se apoio no deserto da nossa vida, Ele não nos trata como um dono de tudo que olha lá de cima, mas nos ensina o caminho das virtudes como lugar de transformação social. Ninguém é santo para si, mas sempre para Deus e para o outro! O incontestável caos social que vivemos tem também sua raiz no abandono de Deus e nos pecados de todos: da corrupção, dos interesses ideológicos acima do bem comum e etc… Que a Misericórdia de Deus nos encontre predispostos para o exercício da justiça e do direito, e que não nos falte o compromisso sincero com a transformação do mundo. O sonho de Deus, de transformar o mundo, passa pelas nossas mãos unidas em favor de todos.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Dom Delson
Dom Delson

Arcebispo Metropolitano da Paraíba.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube