...

Campina Grande - PB

Defesa Cibernética na América do Sul

01/09/2017 às 8:19

Fonte: Da Redação

Por Alexandre J. Beltrão Moura (*)

Foi lançado recentemente, o documento “Guia de Defesa Cibernética na América do Sul”. Trata-se de uma coletânea de “dados e informações relacionados à defesa cibernética (defesa de “ataques” na Internet, como tem acontecido recentemente em nível mundial e local) de países sul-americanos”.

O livro foi escrito por pesquisadores da UFPE – Universidade Federal de Pernambuco, da AMAN – Academia Militar das Agulhas Negras (tradicional Instituição de Ensino Superior que forma os oficiais do Exercito Brasileiro), da UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro, da UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina e da ECEME – Escola de Comando do Estado-Maior do Exército.

O objetivo do documento (que é direcionado para acadêmicos, tomadores de decisões, agentes de defesa cibernética e pesquisadores do assunto) é mostrar a situação das instituições governamentais, com dados interessantes sobre como vem sendo tratado este assunto nos países da região, Brasil incluído. Excelente e oportuna, iniciativa!

Portugal Digital

Portugal vem sendo tratado, em nível internacional, como “emergente centro tecnológico europeu”, devido as recentes e constantes, conquistas relacionadas ao desenvolvimento do segmento de TI (Tecnologia da Informação) local.

As grandes empresas mundiais de TI abriram centros tecnológicos no país e investiram em parcerias técnico-educacionais com as universidades portuguesas, particularmente as situadas na capital Lisboa e na cidade de Aveiro.

Segundo especialistas em investimentos neste setor, “Portugal vem atraindo interesse, pois mescla custos baixos com mão de obra altamente qualificada, instituições acadêmicas mundialmente reconhecidas, qualidade de serviços e políticas públicas direcionadas ao mundo digital, principalmente na utilização de TI nas escolas de ensino básico e médio”.

Este conjunto de iniciativas, fez com que a revista “Forbes”, especializada em economia, inclui-se o país na lista dos 10 mais apropriados para se realizar negócios em 2017.

Portugal Digital (II)

O governo português criou a chamada “Agenda Portugal Digital” que define metas, factíveis, no alinhamento do país com relação ao reforço da competitividade e da internacionalização das empresas locais, particularmente das MPEs (médias e pequenas empresas), através da inovação e do empreendedorismo.

Umas das ações previstas na agenda e que vem dando resultados é gerar e atrair, vários eventos internacionais relacionados a TI.

Um exemplo foi a atração do Web Summit (https://websummit.com), maior conferência global de tecnologia. Realizado em Lisboa no ano passado, reuniu 50 mil pessoas provenientes de mais de 170 países.

A edição 2017 será realizada novamente em Lisboa, no período de 06 a 09 de novembro, próximo e espera atrair 60 mil visitantes.

92ª Edição do Jornal PET Elétrica

Já está disponível na Internet, a 92ª Edição do Jornal PET Elétrica (https://sites.google.com/a/ee.ufcg.edu.br/jornalpet/home).

Vários artigos interessantes são apresentados nesta edição, a exemplo de “Universos Paralelos”; “Estabilidade de Tensão e o Gerenciamento dos Sistemas Elétricos de Potência” e “Bitcoin: A Criptomoeda Descentralizada”.

Vale a pena conferir.

(*) Engenheiro Eletrônico

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons