Coluna de Mário Tourinho: Pedinte em carro de som

Mário Tourinho. Publicado em 5 de julho de 2019 às 15:48

Quem comigo convive, sabe que há, em mim, um forte sentimento humanitário, procurando ajudar – sem ser governo – “aos que mais precisam”.

No entanto, também há em mim uma forte adesão aos princípios básicos de organização social, inclusive na dimensão maior de nação, a exemplo da brasileira, em que devem só valer as normas democráticas, obviamente a serem rigorosamente cumpridas tanto em seus direitos quanto nos deveres.

Nessa mesma lógica, ao me reportar, por exemplo, sobre mobilidade urbana – como já o fiz – e ao esforço feito pelos órgãos competentes para que o trânsito flua com normalidade e humanismo, já expressei críticas pela omissão governamental relativamente a crianças, adolescentes e até adultos que ficam nos semáforos “forçando” limpar os para-brisas dos carros ou fazendo malabarismos, até com fogo, na frente destes.

Meu humanismo, porém, não tem me sensibilizado – e, se errado estiver, peço perdão a Deus – com cenas, por exemplo, de um cadeirante ziguezagueando entre os carros, em um semáforo, ou uma pessoa com deficiência físico-mental, em uma missa, pedindo “uma esmola pelo amor de Deus” no exato momento do “ofertório”, provocando constrangimento aos que só se programaram para a oferta à Igreja.

Cabe registrar, também, que estava,dia desses, na calçadinha da praia do Cabo Branco (em João Pessoa) e fui surpreendido com “uma esmola pelo amor de Deus” pronunciada através de um carro de som. Parecia ser marido e mulher, ele dizendo da falta de saúde dela e que precisava, mesmo que 10 centavos fossem, para que ela continue vivendo.

Bem recentemente, esse mesmo carro de som, com a mesma mensagem e o mesmo casal, circulava pelas imediações das avenidas Afonso Pena e Washington Luiz – Bessa (aqui na capital paraibana), bem cedinho!

É normal que essas cenas ocorram?! Os governos nada podem fazer para evitá-las?!…

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Mário Tourinho
Mário Tourinho

Administrador, membro da Academia Paraibana de Ciência da Administração (APCA), ex-diretor institucional do Conselho Federal de Administração, ex-presidente do Conselho Regional de Administração, pós-graduado em planejamento operativo, diretor executivo do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de João Pessoa de 1993 a 2016.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube