Fechar

Fechar

Coluna de Gomes Silva: Cadê a democracia?

Gomes Silva. Publicado em 5 de abril de 2018 às 7:53

O derrota de Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta para quinta-feira confirmou mais uma vez que a “democracia no Brasil” só existe (ou existia) no pensamento dos seguidores deles quando evocam os seus direitos. Todavia, quando essa mesma democracia se exaure a seu favor, passam a agredir seus algozes, desconhecendo os preceitos constitucionais segundo os quais todo cidadão tem direito de ir e vir e à livre manifestação de pensamento.

Tão logo ficou evidenciada a derrota de Lula, a partir do voto da ministra Rosa Weber contra o habeas corpus, o líder do MST, Alexandre Conceição, afirmou: “Não tem mais valsa. É porrada,é guerra, é luta e venceremos”, uma apologia ao crime, à invasão de terra, à desordem. Ele disse prometeu à reportagem de A Folha de São Paulo, ocupar “todos os prédios públicos” e “todas as terras”

Na realidade, Lula e sua turma sabiam que iam ganhar tranquilamente essa causa. Só não contavam com a “coragem” de Rosa Weber de contrariar as esperanças petistas ao seguir orientação do relator, ministro Edson Fachin. Ela foi chamada de traidora, mas traidora seria se ela tivesse inocentado Lula e escancarado as portas dos presídios aos presidiários

A derrota de Luiz no STF foi um alívio para a maioria da população, que, certamente temeu quanto a votação chegou 5 x 5. Houve uma jogada de mestre do advogado do ex-presidente, José Roberto Batochio, pedindo a dispensa do voto da presidente daquela corte, Carmem Lúcia, em quem estava, naquele momento, o futuro de Luiz Inácio Lula da Silva. Ou em casa ou na prisão.
Como o advogado lulista passou vergonha por não ter interpretado direito o regimento do supremo, Carmem Lúcia votou e rejeito o HC de Lula.

Longe de conhecer o significado da palavra “democracia”, seguidores de Lula, irados, descontrolados e desconsolados deixaram claro que iriam para a porrada, defendendo “um abril vermelho”. O próprio Alexandre Conceição fez ameaças a órgãos de comunicação, a exemplo da TV Globo, responsabilizando-a por “permitir que nosso povo seja humilhado”.

Mas, cadê a democracia que tanto o PT e os seguidores de Lula falam e defendem? Quer dizer que ela só existe quando é para favorecer os interesses petistas? Não, não senhores “vermelhos”. Não à balbúrdia, não à agressão, não à destruição prédios públicos.
Temos que entender que nem todos os dias as vitórias são nossas parceiras. E, obviamente, é por isso, que corremos à procura delas. Mas, em não acontecendo da maneira como desejamos não implica que o mundo acabou. Agora, quanto ao futuro político de Luiz Inácio Lula da Silva e o êxito nas eleições presidenciais deste ano passou a ser uma incógnita.

Mas a democracia, não! Ela está de pé, mesmo com tantos ataques!

(*) Gomes Silva é pastor

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Gomes Silva

* Jornalista, Especialista em Comunicação Educacional-UEPB e pastor da Comunidade Evangélica Pentecostal Expressão de Amor – CEPEA/PB, em Alagoa Grande,

[email protected]

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube