Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Coluna de Elizabeth Marinheiro: Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 25 de maio de 2019 às 10:53

Será amanhã (Segunda-feira, 27) o encerramento do calendário público da I Seccional PEN da Paraíba, referente ao semestre/2019.

A pauta será, integralmente, dedicada ao Projeto “MEMÓRIA DE CAMPINA GRANDE”, reconhecido pelo MINC/Gestão Ministro Francisco Weffort.

Teremos essa XXVI edição homenageando a Memória do inesquecível LULA CABRAL, um emblema que deve ser incluído na História de Campina Grande.

Político por mérito próprio. Imune à compra de votos e outras piratarias. Simplicidade que soube dialogar com todos os segmentos da população, sem exclusão das minorias. Amante da cultura popular que, desde a adolescência, vivida na velha rua “João da Mata”, cultivava todos os gêneros, reunindo a “tchurma” jovem da época. Patrono e restaurador da FACMA, deixando uma ótima Diretoria, que se estenderá até novembro próximo.

Com seu despojamento e humildade, LULA CABRAL deu existência à chamada Secretária de Cultura local, tendo realizado inúmeros ATOS públicos, por puro idealismo e, não raro, com recursos pessoais. Ineditismo!

A programação de amanã(segunda-feira) está sendo, carinhosamente, elaborada pela Profa. Dra. Isabel Cabral, nossa querida LILI CABRAL. Memória-Amor!

A família de Lula e a I Seccional PEN da Paraíba esperam a significativa presença de CAMPINA GRANDE. Nada mais justo!

NAMASTE.

Eis o título da obra, cuja autoria do Dr. THÉLIO QUEIROZ FARIAS, deixou-nos literalmente surpreendida.

Edição primorosa da editora “Chiado” (Portugal). Duzentos e noventa páginas de conteúdo histórico e iconográfico. Uma importante bibliografia, onde enfatizamos Saramago, Drummond, Duran, Almeida Faria, Gilberto Freyre, Gandhi, H. Hesse, Cecília Meireles, Eduardo Prado, Octavio Paz; além de valiosos artigos e minuciosasa noticias.

Em se tratando de Obra Histórica, envolvendo India e Nepal, falta-nos especialização para abordagem pertinente.

Entretanto, a riqueza dos detalhes de quem viaja sem nenhum objetivo turístico. A profundidade da imersão nas divisões geográficas e fatores político-sociais dos subcontinentes. O olhar não do jurista e sim do Arquiteto-Escritor. As preciosas epígrafes, citações e notas que nos sugerem a escrita cronotópica, defendida por Cesare Segre. A linguagem concisa e, todoroviamente, transparente além de outros atribuitos fazem dessa Pesquisa de longo fôlego um livro que exige estudos e indicações dos Especialistas universitários. Sem dúvida!

Emocionamo-nos quando reecontramos “Riobaldo” na travessia roseana. Quintana trocando “a roupa da alma” na viagem e no poema. A sabedoria do Dalai Lama Nosso desejo de conhecer a cidade de AGRA! Os necessários recortes de Linguística. A “Sinhá” do mestre Gilberto. A comunhão do ontem e do hoje. “As armas e os barões assinalados” cantados pela antiga FACMA(1972), na Peninsula Ibérica. Vida e lutas de Gandhi e Indira.

Nos rodapés selecionados por Thélio, podemos nos encontrar com “Capitães de Areia” (Amado Jorge); com as telas de Picasso; com o sábio Niemeyer, indiretamente professor de minha fiha Tulenka.

Mas, sobretudo, revemos Dolores Ibárruri: La Pasionária, regressando do exílio e chegando a Madrid, com seu cravo vermelho. Saudada pelo Poeta Antonio Machado e aplaudida por representantes do mundo inteiro (inclusive eu e minha irmã…).

Se Nehru chorou e gritou: “A luz deixou nossas vidas, e há escuridão por toda parte” (Citado por Thélio, p. 45), LA PASIONÁRIA trouxe a felicidade para o mundo dos cravos vermelhos…

Thélio ainda cita: “eu aprendi a descobrir o lado bom da natureza humana e a entrar nos corações dos homens. Eu percebi que a verdadeira função de um advogado era unir partes separadas”(p. 41)

Temos a convicção de que Thélio metaforiza o postulado de Ghandi e terá suas causas vitoriosas, sob as Bençãos de Deus.

NAMASTE – uma obra-prima que se insere na História e na Literatura do Brasil!

AO MEU LEITOR

Leia o livro de Thélio, tome o metrô e chegue ao “Centro de Nova Delhi”. Delirio do real. (p. 26)

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube