Fechar

logo

Fechar

Coluna de Elizabeth Marinheiro: TESSITURAS

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 7 de setembro de 2019 às 16:44

Ao receber o “Correio das Artes” de agosto/2019, prêmio que me foi oferecido por Mário, deparei-me com um profundo Ensaio do Escritor José Mario Silva Branco sobre “A lírica pluridimensional de Manoel Bandeira”.

                Realmente, Mário seleciona poemas que comprovam que a grandiosa Lírica de nosso Bandeira não se limita à dor e ao sofrimento. Ao encontrar em suas análises os textos “POÉTICA”, “Bicho” e “Belo Belo”, Mário emociounou-me ao relembrar meu tempo de convivência com o autor de “Evocação do Recife” e as apresentações da FACMA no Brasil e na Península Ibérica.

                Não me proponho, agora, elaborar metacrítica. Mário quase esgota o caráter fundante e fundador da lírica bandeiriana. Basta-me acrescentar que o Crítico campinense revelou aspectos que não figuram em muitos estudos em torno de Bandeira: a tematica social e a dicção transcendental.

                Transitando entre o tradicional e o moderno (cf. “Os sapos”), o autor de “Consoada” não nega as influências que vários Escritores exerceram em sua obra. E é em seus “jogos onomásticos” que Bandeira “faz a poesia correr os caminhos de sua amizade”, de acordo com Drummond.

                Para Alceu Amoroso Lima, eis: “Arte nervosa e ofegante, que não chega a ser uma libertação, arte sintética, que procura a notação precisa e nua, também exasperada e febril, e chega, por vezes, nessa procura, ao mero artifício verbal, ou antes, musical”, sentencia Alceu Amoroso Lima.

                Para José Mário Silva Branco, Bandeira perpetua a “ética suprema” de quem um dia proclamou: “hoje eu quero a delícia de sentir as coisas mais simples”. PARABÉNS, MÁRIO!

                AH SE O TEMPO FOSSE MENOS VELOZ

Estaria concluindo a leitura de “As Esposas” (Alexandra Popoff), presente da querida Dra. Fátima Coutinho.

                Conheceria a obra do Escritor José Nuvens: “Perfil bibliográfico de Carlos Romero e testemunhos de amigos”. Logo de quem? Do inesquecível amigo e excelente Cronista Carlos Romero.

                Uma importante saga escrita pelo Historiador Vanderley de Brito: “A passagem das Espinharas”.

                Pinçarei com deleite estético “Diálogos silenciosos” da autoria de Flávio Romero Guimaraes

                Resta-me esperar a benevolência do tempo!

I SECCIONAL PEN DA PARAÍBA

Com a presença da Diretoria (ausente a Tesoureira), de Sócios e admiradoras, a I seccional PEN da Paraíba realizou sua assembléia ordinária com êxito.

                Da pauta, constaram os seguintes assuntos.

Indicação da Força-Tarefa, responsável pela reunião pública de trinta de setembro corrente, às 17h, na FIEP. Serão componentes: o Vice-Presidente José Mário, o Poeta José Edmilson, as Titulares Mércia Gouveia e Berenice Lopes, que contarão com o espontâneo apoio da Titular Lourdinha Ramalho.

Eliminação provisória dos tradicionais “pratinhos” oferecidos pela Comunidade.

Procura de adesão de parcerias com outras Escolas e Colégios.

Desilgamento de celulares durante Reuniões.

Maior rigor com a duração das Comunicações, até porque o tempo de fala é previamente anunciado.

Nenhuma interferência na pauta elaborada pela Força-Tarefa, uma vez que ela tem autonomia absoluta.

Sugestões para os(as) Homenageados(as) PEN em sessão solene no dia vinte-e-oito de outubro próximo, na FIEP.

O problema da Revista, cujas funções da Sra. Flora Santos não foram cumpridas, apesar de pagamento adiantado…Ela reside na rua Joselita Reis Brasileiro, 422, Catolé.

Adesão das ilustres Sócias Olguinha Amorim e Jacy Cruz.

                Que Deus abençoe todas as pessoas que estão fortalecendo a Seccional paraibana.

AO MEU LEITOR

A Solidariedade é tão sublime quanto a Gratidão.

Nota: Por favor COMPARTILHEM ESTAS TESSITURAS.

                Grata E. M

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube