Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Coluna de Elizabeth Marinheiro: Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 28 de julho de 2019 às 10:09

Evaldo Gonçalves.

Fomos contemporâneo no Colégio Estadual da Prata, inaugurado pelo Governo José Américo e tendo como Secretário de Educação, o Prof. Dr. Durmeval Trigueiro. Professores e alunos de alto nível. Evaldo, nós e outros fomos a turma fundadora. E o “Gigantão”, metáfora de Universidade campinense!

Àquela época, Evaldo já se distinguia pela liderança, inteligência, simplicidade. Todos o admirávamos.

Residia no pensionato de “Dona Santa” e costumava, com sua namorada, visitar o coral Terezinha/Amadeu, vizinho dos meus pais, na velha rua “João da Mata”.

Concluido o Curso Clássico, deslocou-se para seguir o Direito. Tornou-se Advogado brilhante. Jornalista respeitado. E ingressou na Política, tendo exercido inúmeros cargos com Ética, Honestidade e Trabalhos diversificados em favor da Cidade e do Estado.

Secretário do Prefeito Elpídio de Almeida. Integrante de vários Governos estaduais. Deputado Estadual e Deputado Federal. Em todas essas funções recebia amigos(as) que o procuravam, pois não deixava “o paletó na cadeira”, não adotava aquele refrão “deu uma saidinha”, nem o “está em reunião”… Atendia todos os telefonemas. E tinha a excelente secretária Olga.

Seu foco essencial sempre foi servir à Paraíba e, particularmente, Campina Grande.

Casou-se com Terezinha e, com ela, edificou um lar feliz. Mas, quem não tem uma “Via Crucis” no plano terrestre??? Pergunta insondável…

O casal dedicou-se, vida inteira, à enfermidade de um filho. Nunca mediu esforços. Evaldo, inclusive, buscou os grandes Centros Médicos do Brasil.

Não podemos decifrar os desígnos de Deus. Perder um filho é dor inenarrável. Falta, saudade, sofrimento. Conformamo-nos (com o tempo…) porém não aceitamos. O riso fica pela metade!

Se “viver é perigoso”, no perigo habita o imprevísivel.

Que DEUS, por sua infinita Misericórdia, abençoe Evaldo e Teresinha e receba seu filho de Braços Abertos. Amém.

ALERTA

Pode parecer um alerta às empresas com suas deficitárias “máquinas falantes”. Desta vez não o é. Será meu reconhecimento à Empresa “ALERTA”.

Eis que o alarme de minha casa disparou três noites seguidas, assustando-me, deixando-me sem dormir e, decerto pertubando o sono dos vizinhos.

Reclamei. Veio um rapazola e afirmou que havia consertado. Que nada! Os “berros” permaneceram…

Nova reclamação, narrando o fato à eficiente Mariluska que, de pronto, tomou sérias providências. Chega-me, então, um verdadeiro Técnico, o qual descobriu vários defeitos no sistema de minha casa. Graças a Deus, até agora tudo está bem.

Parabéns ao talentoso Técnico JAMIN! E muito grata à Empresa “ALERTA”.

REUNIÕES

Empolgada com a presença da querida filha LIZANKA (Lizanka significa Elizabeth no idioma russo…) em minha casa, transfiro para as próximas “Tessituras” os resultados da reunião/PEN e as emoções que tive durante a Homenagem que a carismática Empresária MÔNICA MANGUEIRA me prestou, juntamente com várias amigas, por meus 40 anos de Vida Literária. Só alegria e mais alegria!

ABRAÇOS

Irão hoje para criaturas maravilhosas: Aurinha Borges da Fonseca; Ivandro, André, Aneliese, Ivanhoe, Ivana, Ivandro Filho, embora minha grande saudade de VAL; Luciene Pinheiro; Marigene; Tatiana Medeiros; Albalu; Graça (French Kake) e Argentina Figueiredo.

AO MEU LEITOR

“Alguém está enamorado quando percebe que outra pessoa é única”. Jorge Luis Borges.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube