Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Coluna de Elizabeth Marinheiro: Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 9 de junho de 2019 às 10:55

A Crítica Literária, por suas diversas correntes, também acolhe a subjetividade. Não o subjetivismo vazio de escritas confessionais.

A subjetividade lírica, a exemplo, exige efeitos dissonantes e o fundamento da Linguagem. Em que pese elo afetivo de certos textos, a construção semântica pode apresentar-se verticalmente.

Procuro evitar radicalismos em meus credos críticos. Inclusive, já encontrei causos, bilhetes, advinhas, chistes, provérbios etc etc etc com índices(Barthes) de literariedade.

Recentemente o Jornal CORREIO DA PARAÍBA publicou meu Ensaio “Lembrando Ana Cristina César”. Fiquei muito feliz com os telefonemas (sou do tempo do telefone…) congratulatórios vindos de João Pessoa e de minha Campina.

Porém, só recebi um bilhete. Adoro bilhetes. Será que tenho “DNA” de ANA C? Que ousadia de minha parte…

Eis o bilhete:

“MestrAmiga Elizabeth, lido, relido, treslido o seu ensaio, no qual há tanta coisa para se ponderar, registro aqui, o que se me afigurou mais relevante: a imperiosa vocação crítica de que você é portadora; a recusa aos modismos, lamentavelmente, prevalecentes na cena universitária atual; e, por fim, a revisitação que instiga um perene repensar literário. Voltarei ao assunto.

Abraços

Mário” (José Mário Silva Branco)

Máriamigo mais uma para minha Fortuna Crítica.

QUINTAL CULTURAL

Já sabia do elogiado “Quintal” dirigido pela autora/cordelista Almira Araújo Cruz Soares. Não o conhecia.

Recentemente, fui convidada para comparecer a uma tarde/noite no festejado “Quintal”. Fiquei encantada com paixão de Almira pela cultura popular.

Apresentou-se um programa eclético, no qual Almira prestou homenagens a várias personalidades, tendo a inquieta Cida Pinto como mestre-cerimônia.

Um momento sublime foi a leitura do Dr. José Neto sobre nosso inesquecível JAILSON BEDOR, que será reverenciado pela I Seccional PEN da Paraíba, durante o segundo semestre/2019.

Brilhante a leitura do José Neto! Significativo conteúdo. Dicção cristalina. Um perfeito e amplo perfil de Bedor, por quem mantenho gratidão, estima e admiração.

Parabéns, Almira! Parabéns José Neto.

O evento foi encerrado com um típico jantar regional.

“PINTANDO O 7”

É muito amor e alegria

Pra dos festejos falar

Os três santinhos queridos

Vamos homenagear

Sto. Antonio, São João, São Pedro

Campina sabe louvar”. ALMIRA A. C. SOARES (in p. 01)

AO MEU LEITOR

Meus abraços com São João no coração.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube