Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Coluna de Elizabeth Marinheiro: Tessituras

Elizabeth Marinheiro. Publicado em 2 de junho de 2019 às 8:02

Lamentavelmente, as Academias de Letras andam de “pés quebrados”. Já não temos pautas literárias que, periodicamente, apresentavam palestras, mini-cursos, exposições, recitais, “leituras de sua própria obra”, como assistíamos quando residíamos em Madri. Eram os Imortais, eles mesmos, que faziam essas leituras, seguidas pelas perguntas do público presente.

Atualmente, predominam “guerrilhas” por uma vaga, as eleições e as posses dos vitoriosos. Não conhecemos as exceções, sabendo que elas existem por determinações de Apolo e Dionisius.

Recentemente, não me foi possível comparecer à posse dos queridos amigos João Dantas, José Edmilson e Daniel Duarte porque me encontrava com leve enfermidade.

Tive o prazer, posteriormente, de ir à posse do consagrado Jornalista Arimatéia de Sousa, autor do seguido – em inúmeros espaços geográficos – PARAÍBA ONLINE. A internet legitimada!

Durante as Posses, os presidentes das Academias limitam-se a compor a Mesa e passar a palavra ao Recipiendo… Por sua vez, o Recipiendário limita-se ao perfil do patrono da Cadeira.

Cabe, exclusivamente, ao Recipiendário abordar patrono (se o desejar) e o ocupante da última Cadeira. Ética brilhantemente cumprida por nosso ARI, em discurso histórico, entremeado de excelentes lampejos literários. Magistral discurso, proferido com elegância, simplicidade e significativo conteúdo. Parabéns!

Não foi de bom tom o presidente da ALCG não ter colocado à Mesa o Jurista Doutor Leidson Farias e dois ex-Prefeitos de nossa terra: Felix Araújo Filho e Cássio Cunha Lima; os três nomes, ali presentes. Céus!

Durante o ótimo coquetel, muitas pessoas comentaram as graves omissões. Concordamos.

LULA CABRAL

A I Seccional PEN da Paraíba encerrou as atividades públicas referentes ao primeiro semestre, com indiscutível êxito. A Mesa – presidida por Dr. André Cabral juntamente com o Vice-Presidente PEN, José Mário Silva Branco – foi composta por familiares e amigos do homenageado.

A XXVI etapa do Projeto “MEMÓRIA DE CAMPINA GRANDE” foi dedicada ao inesquecível LULA CABRAL.

LULA: um Cidadão feito de amor ao Próximo.

Um Cidadão polifônico que abraçou vários segmentos do desenvolvimento campinense.

Um Cidadão que se elegia Vereador com recursos pessoais, isento das piratarias contemporâneas.

Um Cidadão tendo como fundamento o talento, a humildade e o despojamento.

Um Cidadão: Idealismo/Criatividade/Carisma.

LULA CABRAL – metáfora de Campina Grande! Que DEUS o abençoe.

A sessão, elaborada pela Profa. Dra. Maria Isabel C. Cabral, decorreu lindamente.

Daniel Duarte empolgou com a “Ave Maria Sertaneja”. Rominho dedilhou uma sanfona mágica. Padre Brás pronunciou um perfil conciso de Lula. Os “Boiadeiros” fotografaram Lula com belas canções.

Tudo isto sem aludirmos ao discurso espontâneo e substantivo do Dr. André Cabral. E também, às palavras da carismática Isabel/BIBI CABRAL: sublimes, saudosas palavras!

Porém o inesperado sempre acontece… Fui surpreendida quando, ao final da reunião, fui chamada pela família Cabral, a fim de descerrar um grande objeto. Imaginava uma foto de Lula. Que nada! Era uma tela pintada com meu próprio rosto.

Surpresa maior não poderia ter. O lacrimejo fez brilhar minha visão. Meu agradecer foi torpeado porque me sinto impotente diante do reconhecimento do Outro. Porém, ainda consegui afirmar que, não raro, o silêncio é mais forte que a fala.

Um louvor, igualmente, para o Artista Erinaldo Sousa, autor da tela grifada.

A I Seccional PEN da Paraíba agradece a ampla e bem elaborada reportagem que a TV CORREIO fez dessa XXVI etapa do Projeto “MEMÓRIA DE CAMPINA GRANDE”.

AO MEU LEITOR

Que Deus nos livre – a mim e aos meus amigos e as minhas amigas de todos os males. Amém.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Elizabeth Marinheiro
Elizabeth Marinheiro

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube